BIBLIOTECA

Análise comparativa da eficiência e eficácia das técnicas de desinfecção utilizadas nas estações de tratamento de esgoto da empresa Baiana de águas e saneamento (EMBASA)

RESUMO

Este trabalho apresentou os resultados de eficiência e eficácia dos diversos métodos de desinfecção de efluentes domésticos operados nas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) da Empresa Baiana de Saneamento ( EMBASA), utilizando-se para tal uma análise comparativa entre as técnicas existentes. Foram analisadas as técnicas de cloração, radiação UV e o sistema australiano de desinfecção, com ênfase nos custos e na efetividade da eliminação dos microorganismos patogênicos.

PALAVRAS-CHAVE: Eficiência – Eficácia – Desinfecção de Efluente Doméstico.


INTRODUÇÃO

O cenário atual de crise hídrica é segundo alguns autores uma questão muito mais gerencial do que de fato uma crise de escassez e estresse (Rogers, 2006). As principais causas da crise corroboram com a afirmação desses autores, são estes: uso irracional do recurso hídrico, crescimento desordenado da população e comprometimento dos mananciais pelos lançamentos de esgoto não tratados ou inadequadamente tratados. Salienta-se que o efluente doméstico adequadamente tratado consiste num potencial recurso de água , com interesse para diversos setores. Seja para eliminação de microrganismos patogênicos, reduzindo as chances de contaminação por organismos causadores de doenças infectocontagiosas, para minimizar o desequilíbrio do ecossistema aquático e a contaminação de mananciais, ou para atender aos padrões de lançamento em corpos receptores, a desinfecção dos efluentes tratados é de grande importância. Com o tratamento adequado, o rio deixa de receber esgoto in natura, diminuindo significativamente a poluição dos cursos d’água. Algumas técnicas de desinfecção implicam na utilização de substâncias químicas como o cloro, muito empregado nas águas para consumo humano e também no efluente tratado, no aproveitamento dos raios solares, uma fonte natural podendo ser aplicada em regiões com maior incidência solar e com poucos recursos financeiros além da desinfecção através da radiação ultravioleta (UV)
que é emitida por lâmpadas especiais e tem um custo elevado.

Autores: Felipe Madureira; Kaliane Morais Reis Macedo e Viviane Silva das Chagas.

Leia o estudo completo: Análise comparativa da eficiência e eficácia das técnicas de desinfecção utilizadas nas estações de tratamento de esgoto da empresa Baiana de águas e saneamento (EMBRASA)