BIBLIOTECA

O que temos a aprender com a Alemanha? Novos desafios no emprego de tecnologias de escavação por métodos não destrutivos para a RMSP

Resumo

Em visita recente à Alemanha, conhecemos uma empresa situada na pequena Cidade de Lennestadt, especializada na fabricação de máquinas e equipamentos para instalação de tubulações por meio de métodos não destrutivos e aprendemos que os novos processos de escavação causam o mínimo impacto durante a instalação de novas redes e ramais de água e esgoto. Juntos, compartilhamos a experiência de uma empresa na aquisição de um veículo versátil e multifuncional, que traz na carroceria os equipamentos para acesso ao solo de forma inovadora, o Keyhole: uma máquina que corta o asfalto, remove o elemento cilíndrico formado pela capa asfáltica e base, e por meio escavação à vácuo permite, em uma “vala” de diâmetro de 650mm instalar novas redes e ramais até o imóvel, interligando-os à rede por meio de solda de eletrofusão, tudo isso por meio de controle na superfície, sem nenhum acesso a espaços confinados e, portanto, sem oferecer riscos aos operadores e funcionários da concessionária.

Vimos também os processos com equipamentos de instalação de redes e ramais de e esgoto monitorados da superfície com precisão de décimos de porcentagem e novos equipamentos de cravação de tubos e de pipebursting. Essas metodologias procuram otimizar os serviços de manutenção e instalação de novas redes sem causar transtornos ao meio ambiente e melhorando a qualidade dos serviços prestados pelas concessionárias.

Em se tratando de abertura de valas convencionais, a Alemanha dá um exemplo de organização, limpeza e segurança, proporcionando serviços com qualidade e ótimo desempenho.

Introdução

A Alemanha tornou-se uma potência não por acaso. Mesmo tendo sofrido duas guerras que devastaram seu território, o país germânico é exemplo de organização não apenas no campo futebolístico, mas também de infraestrutura. Em visita recente ao país, na pequena Cidade de Lennestadt, a duas horas e meia de Frankfurt, visitamos a “Hands On Day”, evento bianual promovido por uma fábrica especializada no desenvolvimento de equipamentos para instalação de tubulações por método não destrutivo que tornam os serviços de reparo e instalação de redes de água, gás, energia e telefonia muito mais simples e organizados, minimizando em muito os impactos e os transtornos ao meio ambiente e segurança dos operadores.

A Sabesp vem há tempos adotando práticas que envolvem a força de trabalho em projetos específicos, onde são formadas equipes multidisciplinares compostas por profissionais especializados, que têm por objetivo avaliar e descobrir a melhor forma de aplicar técnicas inovadoras na solução das mais complexas situações, além de gerenciar os recursos disponíveis na melhoria do desempenho operacional dos sistemas. Como resultado desta visita à Alemanha, ficou uma lição de que há como se propor um programa amplo de capacitação profissional à sua força de trabalho, simplesmente por meio da construção de parcerias, seja com empresas especializadas ou acadêmica, permitindo a inovação e avanços nunca antes alcançados.