Notícias

Semae terá R$ 15 milhões para implantação de esgoto em Mogi das Cruzes/SP

Publicado em 19/04/2021 às 09:34:11

Fehidro repassará recurso, após aprovação do projeto elaborado pela autarquia para implantação de sistema de esgotamento sanitário no núcleo urbano de Jundiapeba

 

ete

Imagem Ilustrativa

 

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) garantiu o repasse de R$ 15,1 milhões do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro), após aprovação do projeto elaborado pela autarquia para implantação de um sistema de esgotamento sanitário no núcleo urbano isolado do Parque Varinhas, no distrito de Jundiapeba. O contrato com o Banco do Brasil (agente financeiro do Fehidro) já foi assinado. Somando a contrapartida do Semae, que será de R$ 1,8 milhão, o investimento total previsto na obra alcançará R$ 16,9 milhões.

O projeto prevê a implantação de aproximadamente 11,4 quilômetros de redes coletoras; 164 poços de visita; 127 poços de inspeção; 4 estações elevatórias (bombeamento) de esgoto; 2,8 quilômetros de rede de recalque (tubulação que conduz os efluentes da elevatória até um ponto a partir do qual possa seguir por gravidade até uma unidade de tratamento); 3,4 quilômetros de coletor-tronco; 502 ramais de ligação e 49 sistemas individuais de tratamento de esgotos.

O complexo será interligado à elevatória do Jardim Santos Dumont III, de onde o esgoto será encaminhado para tratamento na estação da Sabesp, em Suzano.

A população beneficiada será de 2.800 moradores, mas o sistema poderá atender até 5.000 pessoas – estará preparado, portanto, para o crescimento populacional do bairro.

O prazo de construção do sistema Parque Varinhas será de 24 meses, contados após a liberação da primeira parcela do financiamento, que deve ocorrer depois do processo licitação, assinatura de contrato com a empresa vencedora e aprovação de todo processo licitatório pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e Banco do Brasil.

Núcleos isolados

O Parque Varinhas é um dos bairros que integram o projeto de sistemas de esgotamento sanitário em núcleos isolados, que está em fase de elaboração pela autarquia.

O investimento – na elaboração dos projetos para todos os oito núcleos – é de R$ 5,7 milhões, sendo R$ 4,6 milhões do Governo Federal e R$ R$ 1,1 milhão do Município. Nesta etapa, estão sendo feitos os estudos para, posteriormente, o Semae buscar recursos para as obras, tal como ocorreu para o Parque Varinhas.

Os demais núcleos contemplados serão Biritiba-Ussu, Chácaras Guanabara, Jardim Nove de Julho, Parque São Martinho, Quatinga, Taiaçupeba e Vila Mathias (Sabaúna).

Em Mogi das Cruzes, um núcleo isolado que já conta com sistema de coleta e tratamento de esgoto é a Vila Andrade, em Sabaúna.


LEIA TAMBÉM: ETES DE GUARULHOS/SP TRATAM 47% A MAIS DE ESGOTO APÓS SABESP ASSUMIR


Parque Santana

Em menos de um mês, é a segunda vez que o Semae garante recursos do Fehidro para uma obra de esgotamento sanitário. Em março, foi assinado contrato para repasse de R$ 882.281,26 para construção de um coletor-tronco de esgotos, que atenderá mais de 4.400 moradores da região da Praça Deputado Paulo Kobayashi (conhecida como Praça do Oito), no Parque Santana. O investimento total previsto será superior a R$ 1 milhão – incluindo a contrapartida da autarquia, de R$ 126.244,11.

O projeto prevê a implantação de 1.060 metros de coletor, da Praça do Oito até um ponto da rua Lara, onde se conectará ao sistema existente e que encaminha o esgoto coletado para tratamento na estação da Sabesp, em Suzano.

“Avanços em coleta e tratamento de esgoto impactam a qualidade de vida das pessoas, com benefícios também para a saúde pública, já que o saneamento previne uma série de doenças”, afirma o diretor-geral da autarquia, Marcelo Vendramini.

Com a assinatura dos contratos, tanto do coletor quanto do esgotamento sanitário do Parque Varinhas, o próximo passo é o envio de projetos de lei à Câmara Municipal que autorizem o recebimento dos recursos, e posterior abertura dos processos de licitação que definirão as empresas responsáveis pela execução da obra.

Automação

Outra obra do Semae que será realizada com recursos do Fehidro, e que já está em fase de projeto executivo, é a ampliação da automação, telemetria (controle das unidades de abastecimento por comunicação sem fio) e telesupervisão, com foco em coleta de dados para controle e redução de perdas de água no sistema de distribuição.

O investimento será de pouco mais de R$ 3 milhões, sendo R$ 2,6 milhões do fundo estadual e R$ 455 mil de contrapartida. A previsão é de que os serviços sejam concluídos, com implantação de nova sala de controle, painéis, medidores e integração das unidades que serão monitoradas, é de um ano.

“A garantia desses recursos do Fehidro, e estamos falando de mais de R$ 18 milhões não reembolsáveis, ou seja, que não precisarão ser pagos pelo município, é muito importante – investir em coleta e tratamento de esgoto é proporcionar um direito social à população e um crescimento sustentável para a cidade. E no caso do Parque Varinhas, demonstra o comprometimento do Semae em prover saneamento a todas as regiões urbanas do município, incluindo os núcleos isolados”, avalia o prefeito Caio Cunha.

Fonte: O Diário de Mogi.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS:PESQUISADORES APRESENTAM SOLUÇÕES PARA MONITORAR A QUALIDADE DA ÁGUA EM CURITIBA/PR


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *