NOTÍCIAS

Visita à Estação de Tratamento de Esgoto São Luís do SAMAE de Jaraguá do Sul / SC

No dia 18 de maio de 2016, os participantes da 46ª Assembleia Nacional da Assemae realizaram visitas técnicas à recém-inaugurada Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) São Luís, do SAMAE de Jaraguá do Sul / SC. O município se localiza no norte catarinense e possui 156.519 habitantes. Constitui hoje um parque industrial forte e diversificado : malharias e confecções, metal mecânica, parapentes e produtos alimentícios.

Em construção desde 2007, a ETE São Luís foi financiada pelo valor de R$ 23 milhões repassados pela Caixa Econômica Federal e outros R$ 10 milhões provenientes de recursos próprios do SAMAE. A ETE São Luis é a quarta Estação de Tratamento de Esgoto de Jaraguá do Sul. Foi inaugurada no dia 28 de março de 2016 e tem capacidade para atender até 77.000 habitantes. O projeto da ETE teve como base a eficiência, economia e flexibilidade operacional, aliando as tecnologias anaeróbia e aeróbia. As primeiras são mais baratas porque demandam menor quantidade de equipamentos e apresentam baixo consumo energético. Já as tecnologias aeróbias são mais eficazes e não geram odor. Por isso, a estação é do tipo batelada e possui dois reatores anaeróbios e três aeróbios do tipo SBR ( reator em batelada sequencial ), permitindo paralisações para manutenções futuras com a mesma eficiência de tratamento.

                                       160

O diretor técnico do SAMAE, Deverson Simioni explicou que a eficiência energética é um ponto forte. O controle automático abre a possibilidade de acionar os equipamentos na medida da real necessidade, evitando desperdício. Comparando com outras estações existentes a principal mudança técnica é a adoção de equipamentos mecânicos de alta tecnologia para realizar o tratamento prévio e a homogeneização. Outro diferencial da estação é o uso de aeração por difusores e sopradores que totalizam 750 CV de potência, acionados por inversores de frequência e controlados por sensores de oxigênio on-line. “Dessa maneira, há maior eficiência no tratamento e com economia de energia, pois o sistema opera com uma concentração ideal de oxigênio”, contou Simioni.

Na nova ETE foram empregados equipamentos de última geração dentre estes o sistema de coleta, afastamento e queima do biogás gerado nos reatores anaeróbios, minimizando a emissão de gases poluentes para a atmosfera. Além disso os sopradores, por serem equipamentos de grande porte, foram instalados em área abrigada, com tratamento termo-acústico.

                                                 161

A estação é automatizada, ou seja, todos os equipamentos serão controlados por um sistema supervisório, com as informações transmitidas via telemetria e registradas em banco de dados instalado no SAMAE. O processo permitirá maior segurança e agilidade para a tomada de decisão, garantindo a qualidade do serviço oferecido aos moradores. No total, foram implantados 84.800 metros de rede de esgoto.

Durante a visita, foram apresentados pelos técnicos do SAMAE o fluxograma de processo, as vantagens de usar o sistema SBR no ponto de vista operacional ( otimização de espaço físico, flexibilidade operacional e garantias de não arrastar lodo flotado juntamente com o esgoto tratado ), controladores de processo para otimização do consumo de energia, sistema termo-acústico com garantias de emissões de ruído, enclausuramento, coleta e tratamento de gases em biofiltros com turfa, separador trifásico em polipropileno e impermeabilização do reator anaeróbio.

Jaraguá do Sul já conta com 4 estações de tratamento de esgoto sanitário e 82 % de esgoto tratado, um dos melhores índices do Brasil. Conforme o diretor presidente do SAMAE, Ademir Isidoro a autarquia já tem projetos para elevar o índice de tratamento de esgoto para 97 % da cidade.

Gheorge Patrick Iwaki
gheorge@webapp233877.ip-104-237-133-206.cloudezapp.io
Responsável Técnico