NOTÍCIAS

Tratamento da água de poços de petróleo

191
Floculador-flotador reduz níveis de óleos e graxas da água
HIDOCICLE /DIVULGAÇÃO/JC
Um equipamento denominado floculador-flotador deve auxiliar no tratamento da água originada no processo de produção de petróleo. Agora em busca de certificação da Petrobras, a solução desenvolvida pela Hidrocicle Indústria e Comércio Ltda. deve gerar uma maior segurança ambiental e possibilitará o uso racional do líquido nas plataformas offshore. A companhia de Porto Alegre fez um protótipo da máquina e deve buscar um parceiro para a fabricação industrial do item.

Em todo o processo de exploração em alto mar, o petróleo é extraído junto com uma quantidade de água. O líquido contaminado não tem nenhuma utilidade, e sua presença no poço faz com que se retire menos combustível cada vez que é realizada a operação. O equipamento fará o beneficiamento em uma fase mais avançada. Em uma primeira etapa, a substância passa por um separador trifásico. Esse equipamento vai fazer uma primeira separação entre gás, água e petróleo.

Quando sai do oceano, essa água tem aproximadamente 1 mil miligramas por litro de óleos e graxas. Depois de passar pelo separador trifásico, ela seguirá para uma bancada de hidrociclones, que farão uma segunda etapa do tratamento. Assim, será possível baixar o nível da contaminação para 100 a 150 miligramas por litro. A partir daí, entra em ação o floculador-flotador da Hidrocicle, que realizará um novo beneficiamento. “Conseguimos baixar o nível de óleos e graxas para algo em torno de 5 miligramas por litro. Quanto menor a concentração de poluentes, mais consegue-se viabilizar a recuperação secundária dessa água”, conta o sócio-diretor da Hidrocicle Rafael Zaneti.

A recuperação secundária consiste na recolocação da água tratada de volta ao poço, possibilitando que mais óleo seja extraído, ainda que o volume de água contaminada também aumente. Por isso, o floculador-flotador age de maneira a que esse ciclo seja otimizado, reduzindo substancialmente as emissões de poluentes no ambiente.

Fonte: Jornal do Comércio