NOTÍCIAS

Sistemas de água doce para a FPSO Pioneiro de Libra

A FPSO Pioneiro de Libra tem três sistemas de água doce do tipo osmose reversa

 

fpso-pioneiro-de-libra-img01

FPSO Pioneiro de Libra (foto: Teekay)

A empresa holandesa Hatenboer-Water, especialista em tratamento de água, forneceu três sistemas de água doce para a unidade de produção FPSO Pioneiro de Libra, construída no estaleiro Jurong Shipyard Pte Ltd., em Singapura.

O pedido consistiu de três sistemas de água doce do tipo osmose reversa (OR) que dessalinizam a água do mar para diferentes aplicações a bordo.

Dois dos sistemas, montados em skids tipo caixa para serviço pesado, serão instalados nos topsides (unidades de processo) da FPSO e são adequados para trabalho em área classificada. Esses sistemas produzem 480 m³ por dia de água de diluição para separação de óleo e processo de estabilização.

 

fpso-pioneiro-de-libra-img02-0417

Sistemas de água doce dos topsides da FPSO Pioneiro de Libra (foto: Hatenboer-Water)

O terceiro sistema de água potável está instalado no casco da FPSO. Esta unidade de OR de dois estágios fornece água potável com salinidade adequada para uso doméstico. Um sistema de neutralização à jusante da unidade de OR previne os efeitos corrosivos e melhora o gosto da água.

A FPSO Pioneiro de Libra deixou o estaleiro no dia 28 de março e está navegando em direção ao Bloco de Libra na Bacia de Santos, aonde vai produzir 50.000 barris de petróleo e 4 milhões de m³ de gás natural por dia.

A FPSO está afretada para a Petrobras e é operada pela OOGTK Libra GmbH & Co KG, um consórcio entre a brasileira Odebrecht Óleo e Gás e a norueguesa Teekay Offshore.

FPSO é a abreviatura de Floating, Production, Storage and Offloading, isto é, unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência.

Fontes: MarineLink, Hatenboer-Water e Odebrecht Óleo e Gás, adaptado por Portal Tratamento de Água – www.tratamentodeagua.com.br