NOTÍCIAS

Implantação do saneamento básico de Blumenau/SC será apresentada no Fórum Mundial da Água

O fato de Blumenau ter saltado de 4,8% para 42% da cidade com coleta e tratamento de esgoto no período de sete anos, chamou a atenção dos organizadores  do Fórum Mundial da Água, que acontece em Brasília no dia 20 de março.

saneamento-basico

O “case” de Blumenau será um dos destaques do Painel de Alto Nível “Como aumentar os investimentos em saneamento e gestão de Efluentes?”, que tem como objetivo apresentar mecanismos financeiros considerados inovadores para ministros e autoridades locais presentes ao evento.  A cidade catarinense estará ao lado de outras grandes cidades do mundo, como Bogotá (Colômbia), Durban (África do Sul), Dacar (Senegal), Marraquexe (Marrocos), Nairóbi (Quênia), Jodhpur (Índia) e Baguio (Filipinas).

A experiência de Blumenau no Brasil foi considerada inovadora pelo Conselho Mundial da Água, uma vez que se trata de contrato firmado pelo serviço municipal com a iniciativa privada. Já foram investidos R$ 238 milhões no sistema, que trata atualmente 19 milhões de litros de esgoto por dia, que anteriormente era despejado in natura nos rios e córregos da cidade.

 Blumenau avançou 29 posições no “Ranking do Saneamento” divulgado em 2017 pelo Instituto Trata Brasil, em comparação com 2012. Hoje, a cidade ocupa a 65º posição entre os 100 maiores municípios do País – antes, estava na 94ª posição. Em Santa Catarina, a cidade está atrás apenas de Florianópolis (49º) no levantamento, que usa como base os números do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), do Ministério das Cidades.

Nos setes anos de concessão, agora a cargo da BRK Ambiental, foram construídas duas estações de tratamento de grande porte, além de implantar cerca de 290 quilômetros de rede, 53 elevatórias e 16 mil novas ligações de esgoto. “O trabalho desenvolvido em Blumenau tem sido facilitado pela compreensão da população com os transtornos que algumas obras trazem temporariamente para o cotidiano. Todos entendem que serão beneficiados de forma permanente ao final desse processo”, explica o responsável pela operação da BRK Ambiental em Blumenau, Edi Bortoli.

Fonte: Jornal Informe Blumenau