NOTÍCIAS

Esgoto rural ganha projeto piloto em Joinville

Três propriedades do interior de Joinville foram escolhidas para testar as fossas sépticas biodigestoras, uma tecnologia criada pela Embrapa. Além do tratamento de esgoto, o sistema permite a produção de fertilizantes para uso na produção agrícola.

Neste momento, a Prefeitura está licitando a empresa que vai tocar o projeto piloto. Se os resultados forem satisfatórios, as fossas poderão ser levadas para outras áreas rurais do município. O sistema prevê três tanques. Os dois primeiros, de fermentação, recebem os resíduos dos vasos sanitários e do restante da casa, de forma separada.

O terceiro faz o armazenamento antes da liberação para o jardim filtrante, a etapa final do tratamento. As famílias escolhidas moram no Quiriri, na Estrada Bonita e na Estrada Salto. Nenhuma tem mais de cinco integrantes, número limite para a experiência. O projeto piloto de Joinville deve custar em torno de R$ 70 mil.

Casarão Timm
Os donos do Casarão Timmn não terão de pagar indenização pela demolição do imóvel, ocorrida em 2004. A decisão da 2ª Vara da Fazenda Pública, tomada em ação do Ministério Público, é da semana passada. Em outra ação, com sentença em agosto e divulgada agora, os proprietários conseguiram provar na Justiça que a derrubada do imóvel tinha autorização da Prefeitura de Joinville.

Autorizada
Havia interesse de tombamento pela Fundação Cultural de Joinville do casarão erguido na Nove de Março. Só que a notificação não chegou aos proprietários e, antes disso, eles jamais foram ouvidos no processo administrativo. Em relação à demolição, a Prefeitura concedeu o alvará. O caso teve repercussão à época.

Ao arquivo
Em decisão tomada na sexta-feira, a Justiça Eleitoral considerou improcedente a ação da aliança de Darci de Matos contra a coligação de Udo Döhler por causa de postagens de comissionados em redes sociais: 15 ocupantes de cargos de confiança (sendo quatro do primeiro escalão) estariam fazendo as publicações no horário de expediente. Como a sentença é de primeira instância, cabe recurso no TRE.

Sem acesso
Os comissionados alegaram que há restrição de acesso à determinadas redes sociais dentro da Prefeitura, portanto, usavam equipamentos próprios. Um secretário alegou que sua rede social não é administrada por ele. As postagens foram consideradas voluntárias e esporádicas, “sem interferência do candidato à reeleição, de maneira moderada, porque não excederam mais de três por representado”. Não foi apontado eventual prejuízo ao serviço público ou à produtividade.

Até o Dia de São José
Há mais de cinco meses sem bispo, Joinville ainda tem outras seis dioceses com mais tempo sem titular. As nomeações do Vaticano não são necessariamente por ordem cronológica, mas servem como parâmetro. Na Diocese de Joinville, há esperança de escolha do novo bispo até o dia 19 de março, Dia de São José. Em Santa Catarina, Lages também está sem bispo.

2020
No encontro de sábado do PSB, na Estrada Bonita, Patrício Destro se colocou à disposição do partido para concorrer a prefeito de Joinville em 2020. Antes, o deputado estadual tentará o segundo mandato na Assembleia, em 2018.

Bancada
Em 2018, Patrício espera contar com o apoio dos três vereadores eleitos pelo PSB em Joinville (Coelho, Paraíba e Ninfo) e os dois do Solidariedade (Adilson Girardi e Tânia Larson).

Perdeu tempo
A Prefeitura de Joinville pretendia mandar para a Câmara o projeto de mudança na Cosip já há alguns meses. Mas o tempo foi passando e acabou sendo remetido a menos de uma semana do encerramento das sessões.

Vai voltar
A Câmara arquivou sem votar. No ano que vem, será retomada a proposta de mudar o critério de cobrança da Cosip, com adoção do consumo e não mais o tamanho da frente do terreno.

Em Joinville
A Acij está elogiando a aprovação da LOT.

Unidade
Entre outros motivos, Fernando Krelling talvez tenha sido escolhido para ser o candidato governista à mesa diretora por ser o vereador eleito do PMDB com mais chances de conseguir os cinco votos da bancada peemedebista. Pode até ser que Krelling não conquiste o consenso entre todos. Mas há uma avaliação de que os outros teriam possibilidade menor de consenso.

Queda nas diárias
Depois de atingir o pico de R$ 775 mil em gastos com diárias no passado, a Câmara de Vereadores reduziu o valor da despesa e passou a controlar mais as viagens depois da pressão nas redes sociais. Com isso, o gasto despencou para R$ 420 mil em 2016, envolvendo os pagamentos de diárias a vereadores, assessores e servidores.

R$ 2,5 milhões em quatro anos
A despesa deste ano com diárias é a mais baixa da década na Câmara de Joinville. A atual legislatura, iniciada em 2013, se encerrou com consumo final de R$ 2,5 milhões em diárias de viagem,  também em gastos de vereadores, assessores e servidores. As passagens (aéreas) não entram nessa conta, pois são contabilizadas em outra rubrica.

Cargos
Com boas chances de ser transformada em secretaria, em fusão com a Fundação Turística (“Promotur”), a Fundação Cultural de Joinville tem 36 cargos de confiança previstos. Em situação já identificada no início do governo Udo, só perde para a Seinfra (44 comissionados), Administração (39) e Meio Ambiente (39).

Mais votados
Desde as eleições da década de 1980 até agora, só em 2001 e 2005 o vereador mais votado foi o eleito para comandar a Câmara de Vereadores de Joinville. Foram os casos de João Luiz Sdrigotti em 2001, e Darci de Matos em 2005. Mas os dois já tinham sido presidentes em mandatos anteriores no Legislativo.

Tinha ação
A usina de asfalto da rua Concórdia, em Joinville, era tema de ação do Ministério Público de Santa Catarina contra a Prefeitura e a Fatma por causa da poluição causada por resíduos no Jaguarão, o rio que cruza o bairro Anita Garibaldi. Em decisão publicada agora, a Justiça mandou arquivar porque a usina foi desativada.

Diplomação
Depois de oito anos, a diplomação dos eleitos em Joinville volta a ser realizada no Teatro Juarez Machado. A última vez foi com Marco Tebaldi, em 2004. Além de Udo Döhler, também reeleito, serão diplomados nesta segunda-feira os 19 vereadores eleitos em outubro. A cerimônia inicia às 16 horas.

Antes do Natal
No domingo, consumidores aproveitaram o horário especial do comércio, com lojas abertas entre as 15 e 21 horas, para procurar presentes em Joinville. No Centro, o movimento foi grande. Mas com sacolas de compras na mão, já não tinha tanta gente assim.

Fonte: DC