NOTÍCIAS

Robô encontra oito pontos de despejo irregular de esgoto em Vitória

Ao todo, o equipamento identificou 25 pontos suspeitos. Segundo a Cesan, 15 ainda estão em análise

robo-esgoto

O robô registrou as filmagens durante duas semanas. Ao todo, 25 pontos suspeitos foram identificados pelo equipamento

Um robô que monitorou a rede de drenagem na região do Córrego Camburi, em Jardim Camburi, na Capital, identificou oito pontos que estavam despejando esgoto de forma irregular no local. Ao todo, o equipamento localizou 25 pontos suspeitos, sendo que dois não eram ligações de esgoto domiciliar e os outros 15 ainda estão sendo vistoriados pela Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan).

O gerente Metropolitano Norte da Cesan, Daniel Caulyt, informou que o esgoto encontrado no córrego chegava diluído até a Praia de Camburi. Segundo ele, os oito pontos clandestinos já foram corrigidos. “O robô fez as filmagens e encontrou os 25 pontos. Depois dessa etapa, cada imóvel foi localizado e técnicos da Cesan estiveram em cada um para fazer um novo teste. Agora, falta a análise dos outros 15 pontos e até o dia 30 de outubro vão ser corrigidos se houver outras ligações clandestinas.”

A filmagem registrada pelo robô foi realizada no mês passado. De acordo com Caulyt, o serviço, que custou R$ 49,4 mil, foi feito em duas semanas. Essa foi a primeira vez que a tecnologia foi usada pela Cesan. O equipamento percorreu por 1.200 metros de tubulações.

Retorno de investimento

“As outras companhias de saneamento já utilizam esse tipo de robô. Essa é uma tecnologia interessante porque a partir do momento que retira o esgoto do córrego, estamos contribuindo para a preservação do meio ambiente. É um investimento que traz um retorno rápido”, explicou.

Ainda segundo Caulyt, Jardim Camburi é um bairro bastante consolidado e poucos imóveis precisam se adaptar. “As próprias construtoras já fazem a ligação da rede de esgoto. Daqui para frente não vai ter mais esse risco de ligação clandestina.”

Após análise dos resultados, a Cesan vai avaliar a expansão para outras áreas. “É um refinamento do trabalho de ligação dos imóveis na rede de tratamento de esgoto, um pente fino”, afirma o gerente.

Fonte: Gazeta Online.