NOTÍCIAS

Águas residuais são destaque em relatório anual da ONU

O relatório destaca que as água residuais são um recurso inexplorado na redução da escassez global de água

 

onu-aguas-residuais-img01-0317

 

“Em um mundo onde a demanda por água doce é crescente, e onde as limitadas fontes de água estão cada vez mais estressadas pela retirada excessiva, poluição e mudança climática, negligenciar as oportunidades que surgem do gerenciamento aprimorado das águas residuais é nada menos do que impensável” – Relatório da ONU Desenvolvimento Mundial da Água 2017, Águas residuais: o recurso inexplorado.

Para marcar o dia mundial da água deste ano, a Organização das Nações Unidas (ONU) dedicou o seu Relatório Desenvolvimento Mundial da Água de 2017 às águas residuais, destacando-as como um recurso inexplorado na redução da escassez global de água.

A mensagem geral do relatório é que as águas residuais não devem ser vistas como um desperdício, mas sim como um recurso sustentável e valioso para a água.

O relatório estima que mais de 80% das águas residuais são lançadas no ambiente sem tratamento, aumentando a poluição e contaminando a água potável. Juntamente com o aumento da escassez da água resultado do aumento populacional e das mudanças climáticas, o tratamento e reúso das águas residuais está se tornando cada vez mais importante para a sustentabilidade.

 

onu-aguas-residuais-img02-0317

 

Os quatro R

O relatório destaca os benefícios sociais, econômicos e ambientais de um gerenciamento aprimorado das águas residuais. Destaca também os aspectos técnicos de um gerenciamento efetivo das águas residuais, seguindo a perspectiva de uma economia circular (os quatro R):

• Reduzir a poluição na fonte
• Remover contaminantes (coleta e tratamento das águas residuais)
• Reúso das águas residuais tratadas
• Recuperação de subprodutos (tais como energia e nutrientes)

Para atingir um tratamento de águas residuais efetivo, o relatório destaca as seguintes necessidades:

• Estrutura legal e regulatória adequada – isto é particularmente necessário com relação ao reúso da água onde, frequentemente, a falta de padrões de qualidade desencoraja investimentos nesta área
• Mecanismos de financiamento apropriados – o gerenciamento de águas residuais é geralmente caro e a água tratada subvalorizada
• Construir conhecimento – incluindo aumento de informações sobre a água e transferência de tecnologia entre países
• Aumento da conscientização do público e aceitação social – uma grande conscientização e confiança do público nas águas residuais tratadas é necessário para tornar o reúso da água mais viável; rotas sugeridas são campanhas de conscientização, educação sobre águas residuais e relatórios regulares de avaliação de riscos à saúde

Acesse aqui o relatório completo em inglês.

Foto: Danilo Pinzon / World Bank

Fonte: Water Reuse Europe