NOTÍCIAS

Reino Unido lança chamadas inéditas de cooperação científica na FAPESP

Lançadas por Mark Prisk, Enviado Especial de Comércio, as chamadas do programa ‘Researcher Links’ promovem cooperação científica em biodiversidade entre pesquisadores de seis países da América Latina e do Reino Unido.

fapesp

Na manhã de ontem, 14, o Enviado Especial de Comércio para o Brasil da Primeira-ministra britânica, Mark Prisk, o presidente do Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), José Goldemberg, e o diretor científico da Fapesp, Brito Cruz, endossaram chamadas inéditas para o programa de colaboração entre pesquisadores ‘Researcher Links’, no âmbito do Fundo Newton. Duas frentes foram lançadas na área de biodiversidade: workshops regionais e bolsas de estudo. A novidade está na abrangência da parceria, que foi assinada entre seis países da América Latina – México, Colômbia, Chile, Peru, Argentina e Brasil (estado de São Paulo) – e o Reino Unido. O edital está no site do British Council (https://www.britishcouncil.org/education/science/current-opportunities/regional-travel-grants-newton-latin-america) e da Fapesp (http://www.fapesp.br/en/11099). O prazo para inscrição termina em 13 de outubro.

O Researcher Links visa aumentar a colaboração científica por meio da promoção do intercâmbio internacional de pesquisadores entre universidades que tenham parceria com o Reino Unido. Para isso, serão realizados workshops em biodiversidade nos países parceiros para que pesquisadores façam contatos internacionais. Os pesquisadores líderes dos workshops podem se inscrever para receber o fundo. Quando autorizadas, as bolsas ficam disponíveis para pesquisadores em início de carreira do Reino Unido e dos países parceiros na América Latina.

“O objetivo do Fundo Newton está na colaboração, em encontrar os interesses comuns em diferentes áreas e entre especialistas numa mesma área, neste caso em biodiversidade, um tema sobre o qual há muitas possibilidades de avançar o conhecimento” disse Mark Prisk.

Presente em mais de 60 países, a campanha GREAT foi lançada no Brasil em 2012 com a presença do Príncipe Harry. O objetivo é divulgar o que o Reino Unido tem de melhor, para atrair oportunidades nas áreas de negócios, educação e turismo. Para isso, a GREAT está apoiada em diferentes pilares que destacam as áreas de expertise britânico, como: tecnologia, inovação, cultura, legado esportivo, música, sustentabilidade, criatividade e empreendedorismo.

Sobre os Enviados Especiais de Comércio da primeira-ministra britânica

Os Enviados Especiais de Comércio formam uma rede de parlamentares escolhidos pela primeira-ministra. Advindos de várias áreas do espectro político, a função desses representantes é interagir com um ou mais mercados onde o Ministério do Comércio Internacional do Reino Unido (DIT) identificou  oportunidades significativas de comércio e investimento. Eles trabalham para auxiliar no crescimento econômico ao aprofundar as relações comerciais com esses mercados, maximizando assim as trocas bilaterais e gerando benefícios reais e de longo prazo para o Reino Unido. Esta iniciativa começou em 2012 e está em crescimento contínuo. Atualmente, existem 24 parlamentares nessa função, que trabalham com cerca de 50 mercados.

Sobre o Fundo Newton

O Fundo Newton tem parcerias com mais de 18 países para dar apoio ao desenvolvimento econômico e social dos mesmos, por meio do aprimoramento de suas capacidades de pesquisa e inovação visando um crescimento sustentável de longo prazo. Ele é gerido pelo Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial do Reino Unido (BEIS), e entregue por meio de 15 parceiros britânicos, incluindo o British Council, os Research Councils, as Academias do Reino Unido, Innovate UK e Met Office.