Notícias

Reino Unido lança chamadas inéditas de cooperação científica na FAPESP

Publicado em 18/08/2017 às 11:04:57

Lançadas por Mark Prisk, Enviado Especial de Comércio, as chamadas do programa ‘Researcher Links’ promovem cooperação científica em biodiversidade entre pesquisadores de seis países da América Latina e do Reino Unido.

fapesp

Na manhã de ontem, 14, o Enviado Especial de Comércio para o Brasil da Primeira-ministra britânica, Mark Prisk, o presidente do Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), José Goldemberg, e o diretor científico da Fapesp, Brito Cruz, endossaram chamadas inéditas para o programa de colaboração entre pesquisadores ‘Researcher Links’, no âmbito do Fundo Newton. Duas frentes foram lançadas na área de biodiversidade: workshops regionais e bolsas de estudo. A novidade está na abrangência da parceria, que foi assinada entre seis países da América Latina – México, Colômbia, Chile, Peru, Argentina e Brasil (estado de São Paulo) – e o Reino Unido. O edital está no site do British Council (https://www.britishcouncil.org/education/science/current-opportunities/regional-travel-grants-newton-latin-america) e da Fapesp (http://www.fapesp.br/en/11099). O prazo para inscrição termina em 13 de outubro.

O Researcher Links visa aumentar a colaboração científica por meio da promoção do intercâmbio internacional de pesquisadores entre universidades que tenham parceria com o Reino Unido. Para isso, serão realizados workshops em biodiversidade nos países parceiros para que pesquisadores façam contatos internacionais. Os pesquisadores líderes dos workshops podem se inscrever para receber o fundo. Quando autorizadas, as bolsas ficam disponíveis para pesquisadores em início de carreira do Reino Unido e dos países parceiros na América Latina.

“O objetivo do Fundo Newton está na colaboração, em encontrar os interesses comuns em diferentes áreas e entre especialistas numa mesma área, neste caso em biodiversidade, um tema sobre o qual há muitas possibilidades de avançar o conhecimento” disse Mark Prisk.

Presente em mais de 60 países, a campanha GREAT foi lançada no Brasil em 2012 com a presença do Príncipe Harry. O objetivo é divulgar o que o Reino Unido tem de melhor, para atrair oportunidades nas áreas de negócios, educação e turismo. Para isso, a GREAT está apoiada em diferentes pilares que destacam as áreas de expertise britânico, como: tecnologia, inovação, cultura, legado esportivo, música, sustentabilidade, criatividade e empreendedorismo.

Sobre os Enviados Especiais de Comércio da primeira-ministra britânica

Os Enviados Especiais de Comércio formam uma rede de parlamentares escolhidos pela primeira-ministra. Advindos de várias áreas do espectro político, a função desses representantes é interagir com um ou mais mercados onde o Ministério do Comércio Internacional do Reino Unido (DIT) identificou  oportunidades significativas de comércio e investimento. Eles trabalham para auxiliar no crescimento econômico ao aprofundar as relações comerciais com esses mercados, maximizando assim as trocas bilaterais e gerando benefícios reais e de longo prazo para o Reino Unido. Esta iniciativa começou em 2012 e está em crescimento contínuo. Atualmente, existem 24 parlamentares nessa função, que trabalham com cerca de 50 mercados.

Sobre o Fundo Newton

O Fundo Newton tem parcerias com mais de 18 países para dar apoio ao desenvolvimento econômico e social dos mesmos, por meio do aprimoramento de suas capacidades de pesquisa e inovação visando um crescimento sustentável de longo prazo. Ele é gerido pelo Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial do Reino Unido (BEIS), e entregue por meio de 15 parceiros britânicos, incluindo o British Council, os Research Councils, as Academias do Reino Unido, Innovate UK e Met Office.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *