Notícias

O grande desafio da universalização

Publicado em 03/07/2017 às 16:21:43

O Brasil possui uma meta para que toda a população conte com água e serviços de saneamento

votorantim (10)

Essa meta foi estabelecida pelo Plansab, Plano Nacional de Saneamento Básico. Publicado em 2013, o Plansab recomenda um investimento de R$ 15 bilhões por ano até 2033, para que, ao final de duas décadas, praticamente toda a população brasileira possa ter água na torneira e serviços de coleta e tratamento de esgoto.

Acontece que o Brasil nunca conseguiu atingir esse investimento até aqui, e as previsões agora indicam que, a continuar nesse ritmo, só na década de 2050 é que teremos a tão sonhada universalização do saneamento.

A iniciativa privada possui recursos financeiros, tecnologia e experiência em gestão para contribuir nesse esforço em prol da universalização. Atuando em apenas 6% dos municípios, ela já é responsável por 20% dos investimentos totais do país em saneamento.

Segundo o Panorama da Participação Privada no Saneamento 2017, o Brasil deveria investir R$ 15,63 bilhões no setor em 2015, mas só conseguiu destinar R$ 12,17 bilhões ao saneamento. Desse total, R$ 2,39 bilhões foram realizados pelas concessões privadas.

Há um grande potencial e muito espaço para incrementar a parceria com a iniciativa privada na prestação do serviço público de saneamento. E esse modelo de complementariedade de esforços dá resultado inclusive em municípios de pequeno e médio portes. Hoje, 72% das cidades atendidas por meio de concessões privadas ou PPP´s possuem até 50 mil habitantes.

Essa oportunidade de parceria está ao alcance de todos os municípios que priorizem uma política realmente efetiva para o saneamento. Isso significa mais saúde e bem-estar para toda a população.

Saiba mais em: http://abconsindcon.com.br/publicacoes/panorama-da-participacao-privada-no-saneamento/.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *