NOTÍCIAS

Nestlé recupera a água do leite com tecnologia Veolia

Projeto “Zero Água” permite que a água tratada seja reutilizada

 

nestle-0217

 

No árido estado mexicano de Jalisco, a Nestlé implementou uma solução de descarte zero para a produção do seu leite, o que implica em importante avanço na gestão da água em um país que sofre de estresse hídrico.

Corria o ano de 2014, quando a Nestlé celebrava a inauguração de sua nova planta de lácteos em Lagos de Moreno, México, onde se concentraria a produção de Ninho, a nova fórmula láctea para nutrição infantil. Mas a esse importante acontecimento se somava outro de igual relevância: sua planta de produção teria consumo zero de água.

Para conseguir essa importante façanha, e alinhada com o compromisso da companhia para a preservação dos recursos hídricos, a Nestlé trabalhou com a Veolia Water Technologies na busca de uma solução para reduzir o consumo de água da sua planta de Jalisco, uma zona que sofre de estresse hídrico e cujos recursos diminuíram devido ao aumento da população nos últimos 60 anos.

As três unidades que formam o complexo de Lagos de Moreno produzem, além do leite em pó Ninho, sorvetes e cereais. Consomem 1,6 milhão de litros de água por dia, um consumo equivalente a mais de 10.300 pessoas no Brasil.

Projeto “Zero Água”

A água a ser tratada é composta principalmente por “água de vaca”, isto é, a água resultante do processo de evaporação do leite para a fabricação dos produtos lácteos. Também são aproveitados os efluentes das limpezas dos equipamentos de sanitização.

Foi empregada a tecnologia AQUANTIS, um reator biológico de membranas desenvolvido pela Veolia que permite tratar o efluente, obtendo uma água livre de sólidos. Em seguida, a água passa por uma etapa de osmose reversa que retém os sais e sólidos dissolvidos, conseguindo água tratada de qualidade potável.

O projeto, batizado pela Nestlé como “Zero Água”, permite que essa água tratada possa ser reutilizada nos processos que não estejam diretamente em contato com a produção de leite, como por exemplo nas torres de resfriamento, nos processos de limpeza ou para a rega de jardins, o que faz com que o consumo da água da rede para essas finalidades seja zero.

Um projeto pioneiro, modelo a ser seguido em todo mundo

A Nestlé reduziu o seu consumo de água em 33% nos últimos dez anos, chegando a ser de 50% nas plantas do México, inclusive quando a sua produção mundial foi aumentando.

O projeto “Zero Água” de Jalisco é um entre as mais de 370 iniciativas empreendidas pela Nestlé em todas as suas fábricas, gesto que, sem margem a dúvidas, está fazendo uma importante contribuição à preservação dos recursos hídricos do planeta.

Este projeto pioneiro na indústria láctea está sendo implementado pela Nestlé a nível mundial, começando por aquelas unidades localizadas em zonas com estresse hídrico, como África do Sul, Paquistão, Índia e China.

O projeto “Zero Água” foi agraciado com o Corporate Water Stewardship, um prêmio concebido pela revista Global Water Intelligence, uma das mídias mais prestigiadas do mundo da água, que todos os anos reconhece e premia a inovação e o progresso das empresas em matéria de água, efluentes e dessalinização.

Segundo as declarações de Jim Knill, chefe de operações de lácteos da Nestlé: “há dois anos nos disseram que não podia ser feito, por questões econômicas e técnicas. Agora, este projeto será implantado em todo mundo”.

Fonte: iAgua, adaptado por Portal Tratamento de Água

Acesse para conhecer os demais produtos da Veolia Water Technologies