Notícias

5 motivos para tratar os efluentes gerados pela sua empresa

Publicado em 09/04/2018 às 14:18:34

Opersan, especializada em soluções ambientais para o tratamento de águas e efluentes, alerta sobre as responsabilidades ambientais dos empreendedores

 

opersan-novo-logo

 

Gislaine Cantilho, coordenadora OffSite da Opersan, especializada em soluções ambientais para o tratamento de águas e efluentes, lista os cinco principais motivos para que os empreendedores realizem o tratamento adequado dos resíduos gerados pelas suas companhias. Confira:

1.  Seguir a legislação:

No Brasil, cada estado conta com um decreto próprio referente ao tratamento de efluentes. Em São Paulo, desde 1976, a lei em vigor é a 8468/76. Esta norma impõe o volume máximo de poluentes que um efluente pode ter antes de ser descartado em corpos hídricos, por exemplo. Neste caso, a qualidade da água a ser liberada não pode alterar a condição do ambiente que a receberá. A legislação também apresenta diretrizes específicas para o descarte de efluentes tratados em rios ou redes coletoras. Na capital paulista, o órgão responsável pela fiscalização nas empresas é a CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). Em casos de irregularidades, a empresa pode pagar altas multas e, até, ser processada por crime ambiental, entre outras penalidades.

2. Riscos à saúde dos colaboradores:

Principalmente nas indústrias, o volume de efluentes gerado é alto. Caso não seja tratado e descartado corretamente, este resíduo pode causar diversas doenças e, em alguns casos mais sérios, levar à morte. A água contaminada possui microrganismos patogênicos de origem entérica, animal ou humana, que são algumas das causas de enfermidades, como a Hepatite A, Amebíase, Leptospirose, Cólera, entre outras.

3. Forte odor:

A falta de tratamento de efluentes e, também, a ausência de armazenamento adequado dos mesmos, pode provocar fortes odores. Em uma empresa, indústria ou em qualquer lugar de trabalho, o mau cheiro, além de desagradável, pode causar dores de cabeça, mal-estar e prejudicar a produtividade dos colaboradores, causando prejuízos para os negócios. Além disso, o armazenamento em locais inadequados e o excesso de efluentes no ambiente pode gerar a contaminação do solo. Nestes casos, a fiscalização também pode ser acionada, até mesmo por meio de denúncias, e a indústria está sujeita a receber punições do órgão ambiental.

4. Riscos ao meio ambiente:

No caso de descarte irregular, o meio ambiente e a comunidade do entorno serão os mais prejudicados. Todo efluente é contaminado e pode afetar o solo, que só poderá ser restaurado com tratamento adequado. A maioria dos resíduos líquidos são nocivos, alguns podem conter cianeto, por exemplo, componente cancerígeno, que tem o poder de queimar uma pessoa caso haja um contato direto.

5. Volume ilimitado:

Pequenas empresas acreditam que por gerar pouco volume de efluentes, não precisam ou não podem tratar os resíduos gerados. Pelo contrário, todo efluente é contaminado, sendo assim, até as menores quantidades precisam de tratamento. O volume para o processo é ilimitado, podendo ser desde 1 litro até o infinito.

Sobre o Grupo Opersan

Com mais de 30 anos de experiência, o Grupo Opersan é especializado em soluções ambientais para o tratamento de águas e efluentes, oferecendo ao mercado um portfólio de serviços que engloba a elaboração de projetos, construção, operação e manutenção de unidades dedicadas, bem como a realização de tratamentos de diversos tipos de efluentes em suas próprias estações.

Atendendo mais de 1.000 clientes ativos de diferentes portes, segmentos e localidades, conta com as certificações ISO 9001, ISO 14001 e ISO/IEC 17025. O Grupo aposta em soluções customizadas, ambientalmente sustentáveis e economicamente vantajosas para atender às necessidades do mercado corporativo. Entre os princípios da empresa está a realização dos negócios de maneira transparente e profissional, acreditando na condução ética das suas atividades.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *