Notícias

Melhorias nas estações de tratamento de água em Guarulhos/SP ampliam atendimento à população

Publicado em 07/06/2019 às 10:11:39

A Sabesp investe na renovação do sistema de abastecimento e distribuição de água em Guarulhos para cumprir a meta de garantir o atendimento total da população até o aniversário da cidade em 8 de dezembro.

sabesp

Dentre as obras realizadas estão as melhorias nas Estações de Tratamento de Água (ETAs) do Tanque Grande e Cabuçu, que atualmente produzem, juntas, 360 litros de água por segundo, com aumento de 75 litros por segundo, desde janeiro.

Para a Sabesp, grandes números significam moradores transformados com a entrega de água de qualidade nas torneiras. Esses fatores são essenciais para que as pessoas tenham mais saúde, melhor desempenho escolar e mais conforto.

“Até o dia 8 de dezembro vamos concretizar a regularização do abastecimento. Todo guarulhense será abastecido e não sofrerá com o rodízio. Trabalhamos desde dezembro e hoje já são 900 mil pessoas que não sofrem mais com rodízio. Temos obras por toda a cidade, é um trabalho árduo, mas com muitos avanços”, ressaltou a superintendente da Sabesp na Unidade de Negócio Norte, Debora Pierini Longo.

Sistemas Fortaleza e Bananal

A Estação de Tratamento de Água Tanque Grande é responsável por enviar água para os sistemas Fortaleza e Bananal. Já a Cabuçu abastece os sistemas Continental e Cizanea, além de auxiliar – quando preciso – o abastecimento da região do Cidade Martins. Hoje a Tanque Grande produz 100 litros de água por segundo, com acréscimo de 35 litros por segundo, desde janeiro. O aumento foi possível basicamente pelo investimento na limpeza dos decantadores e na remoção das placas danificadas dos floculadores, que possibilitaram o aumento da vazão da água.

Já a estação Cabuçu teve um aumento de 40 litros por segundo, passando de 220 para 260 litros por segundo, desde o início da operação. A expectativa é que em alguns meses esse número aumente para 300 litros por segundo. Os trabalhos realizados nessa estação foram a restauração do leito filtrante e a melhoria no sistema de recuperação de água. A Sabesp também adquiriu dois equipamentos chamados Sopradores – que serão responsáveis por realizar a retrolavagem com ar dos filtros corrompidos e assim ajudar no aumento da vida útil destes equipamentos

“O trabalho em equipe da Sabesp com a SAAE conseguiu aumentar a vazão das estações de tratamento e, assim, garantir maior regularidade no abastecimento para a população”, explica André Góis, gerente de Departamento de Tratamento de Água Metropolitana da Sabesp.

Fonte: Sabesp.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *