NOTÍCIAS

Mega planta de dessalinização da mina de Escondida no Chile deverá partir em março

A planta de dessalinização de água do mar por osmose reversa tem capacidade de 216.000 m3/dia

 

dessalinizacao.escondida

 

A gigante da mineração BHP Billiton informou que a completação mecânica do projeto de fornecimento de água para a mina de Escondida no Chile, com o fornecimento da primeira água, deverá estar concluída em março de 2017.

O projeto da mega planta de dessalinização começou em 2013 para aumentar o fornecimento de água para a mina de cobre de Escondida com vistas à expansão futura da mesma, incluindo a instalação de um novo concentrador de cobre.

A BHP registrou um CAPEX de USD 3,43 bilhões na planta de dessalinização nos seis meses até 31 de dezembro de 2016, acrescentando que o projeto “está dentro do prazo e do orçamento”, e com “avanço de 99%”.

A planta de dessalinização de água do mar por osmose reversa tem capacidade de 216.000 m3/dia e é alimentada por água do mar bombeada por 170 km, desde o Porto de Antofagasta até o reservatório da mina, a 3.100 m acima do nível do mar.

A Doosan Heavy Industries and Construction venceu o contrato de construção do projeto em agosto de 2013, e a Black & Veatch foi selecionada para os serviços de engenharia, suprimentos e pré-operação dos componentes marítimos e de dessalinização. A Bechtel forneceu a engenharia, gerenciamento do projeto e serviços de construção para a planta e duas tubulações, com diâmetro de 1,07 m, do porto até a mina, bem como a infraestrutura correspondente, incluindo quatro estações de bombeamento de alta pressão. A Flowserve forneceu as bombas e o sistema de recuperação de energia.

Fonte: Desalination Biz, adaptado por Portal Tratamento de Água