NOTÍCIAS

Laboratório da SEMA monitora qualidade de águas dos rios de Joinville

Na próxima semana, na quarta-feira (16) e quinta-feira (17), a equipe do Laboratório de Monitoramento Ambiental da Sema (Secretaria do Meio Ambiente) de Joinville passará por 12 pontos da bacia hidrográfica do rio Cubatão. A atividade começa a partir das 8h30 e tem por objetivo recolher amostras para verificar a qualidade da água.

Este trabalho de monitoramento é realizado permanentemente em 34 pontos dos principais rios das bacias hidrográficas do rio Cubatão, Piraí, Cachoeira, Palmital e Vertente Leste (formada pelos rios do Ferro, Guaxanduva, Comprido e Iririú-mirim).

As quatro Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs Jarivatuba, Profipo, Morro do Amaral e Espinheiros) operadas pela Companhia Águas de Joinville também são monitoradas para verificar a eficiência das estações e a qualidade dos lançamentos dos efluentes. Para cada uma das ETEs foram definidos de quatro a cinco pontos de coleta, localizados na entrada da estação, na saída do efluente tratado e nos rios antes e depois da ETE.

O monitoramento também ajuda a identificar a existência de lançamentos clandestinos de efluentes industriais e do esgoto sanitário. “Estamos realizando uma ação rotineira e permanente que mostra a preocupação do município com a qualidade dos recursos hídricos”, destaca a responsável pelo Laboratório de Monitoramento Ambiental, Nathalie Fontana. Os resultados das análises podem ser conferidos pela comunidade por meio do site do Município.

Os pontos de coleta de amostras são fixos, e o mesmo ponto é visitado a cada trimestre. O trabalho conta com o auxílio de um veículo denominado Unidade de Monitoramento Hídrico, e a equipe também utiliza um barco para coletar água do rio Velho, em trechos antes e depois da ETE Jarivatuba. O acesso ao rio é feito pela Bacia da Babitonga.

A atual estrutura do laboratório, com quatro profissionais e diversos equipamentos já instalados, também dá apoio técnico às atividades de fiscalização e licenciamento da Sema, com coleta de amostras de água e efluente, resultados rápidos e dentro do tempo esperado, tornando o serviço de vigilância ambiental eficaz. Já as análises de solo e água subterrânea serão feitas por laboratório terceirizado. O termo de referência do edital de licitação está em fase de elaboração.

Fonte: Notícias do Dia