NOTÍCIAS

Novo guia traz orientações para o acesso à informação na gestão da água e do saneamento

Trabalho da Artigo 19 marcou o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em todo o mundo no dia 5 de junho

saneamento

A Artigo 19 lança na terça-feira (5/6), data em que se é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, o “Guia prático de acesso à informação em Água e Saneamento”, publicação que tem como objetivo fomentar o uso dos dispositivos de acesso à informação e de participação social nos temas relacionados a água e saneamento.

O guia explica o funcionamento da Lei de Acesso à Informação (LAI), detalhando os parâmetros para a transparência ativa e passiva que os órgãos públicos responsáveis pela administração de recursos hídricos devem seguir. Traz ainda informações sobre as principais formas de participação social na questão, como consultas e audiências públicas, plebiscitos e comitês participativos.

Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos

O mais novo trabalho da Artigo 19 também expõe todo o organograma de funcionamento do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, bem como apresenta o Plano Nacional de Recursos Hídricos, dois marcos para a gestão da água por órgãos de todo o país. Traz ainda informações sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, além de uma lista de links úteis para quem quiser se aprofundar mais no tema.

Por fim, a publicação lista os desafios a serem enfrentados na gestão da água no Brasil. Na relação está a necessidade de fortalecimento das instâncias de participação social já existentes, a disponibilização de mais dados sobre o tema em linguagem e formatos acessíveis, e ainda a necessidade de se atender pedidos de informação de forma a observar a LAI no que diz respeito a prazos e adequação da resposta dada.

Gestão democrática e participativa

“Uma gestão democrática e participativa das águas e do saneamento é um passo essencial para a universalização desses direitos e para a elaboração de políticas públicas mais adequadas para o setor”, afirma Paula Martins, diretora-executiva da Artigo 19.

“Administrações que contam com bons níveis de participação social presumem espaços de tomada de decisão diversos, que levam em consideração as diferentes necessidades da população e que estimulam a transparência e a prestação de contas por parte do governo à sociedade”, conclui.

Faça o download do Guia