Notícias

Fossa séptica biodigestora: 10 passos para construir a fossa na fazenda

Publicado em 27/01/2017 às 10:48:50

Além de evitar a contaminação da água, o sistema produz um adubo orgânico líquido de qualidade

Por Naiara Araújo

A falta de rede de esgoto nas zonas rurais é um grande problema de saúde pública. Muitas propriedades rurais têm fossas rudimentares, que são apenas buracos para receber os dejetos. O problema dessas fossas é que elas contribuem para a contaminação do lençol freático e os vírus e bactérias presentes no material chegam aos poços que abastecem as casas e as plantações. As consequências desse ciclo são as doenças causadas por bactérias fecais, que se espalham rapidamente pela água.

1207_fossa_septica_biodigestora_3

Fossa séptica biodigestora

Com o objetivo de reverter esse cenário, pesquisadores da Embrapa desenvolveram a fossa séptica biodigestora. Além de ser uma tecnologia de fácil construção, ela resolve a ausência de saneamento e tem como resultado a produção de adubo orgânico líquido.

O sistema funciona com esterco bovino fresco e, de acordo com a Embrapa, não libera odores desagradáveis. Além disso, é necessário manutenção apenas uma vez por mês. Veja a seguir algumas dicas para a instalação da fossa séptica e assista ao vídeo com o passo a passo da Embrapa Instrumentação Agropecuária.

Passo a passo para construir a sua fossa séptica:

  1. Escolha um local seco e abaixo do nível do vaso sanitário para instalar a fossa.
  2. Cave três buracos de aproximadamente dois metros de largura, 60 centímetros de profundidade e seis metros de comprimento.
  3. Deixe 50 centímetros de distância entre cada buraco.
  4. Deixe a borda superior da caixa cinco centímetros acima do nível do solo.
  5. As tampas das duas primeiras caixas devem ter um sistema de alívio de gases.
  6. É importante pintar as tampas de preto para auxiliar na absorção de calor e vedar as bordas com borracha para manter o sistema livre de oxigênio.
  7. Instale uma cerca entorno das fossas para proteger a tampa de pessoas, máquinas e animais.
  8. O vaso sanitário precisa ter capacidade de seis a 10 litros por descarga
  9. Não é recomendável usar o sistema com esgoto de pia ou chuveiro.
  10. Evite o uso de cloro e pastilhas desinfetantes no vaso sanitário.

 

Fonte: http://sfagro.uol.com.br

 

Leia também: 

https://tratamentodeagua.com.br/acqualimp-solucoes-tratamento-agua/


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *