Notícias

Estações sustentáveis de esgoto são temas de debate nacional

Publicado em 20/08/2018 às 10:28:49

Estão abertas as inscrições para o 1.º Seminário Nacional sobre Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto, que acontecerá em Curitiba de 7 a 9 de novembro.

ete

O objetivo é discutir alternativas sustentáveis para o ciclo de uma estação de tratamento de esgoto (ETE), seus resíduos e impactos. São aceitas inscrições de ouvintes e submissão de trabalhos técnicos até 16 de setembro pelo site: www.seminarioetessustentaveis.com.

Sete painéis temáticos

Gratuito e com vagas limitadas, o evento terá sete painéis temáticos e uma visita técnica (com pré-inscrição)
ao Complexo ETE Belém e CS Bioenergia. A ETE Belém, da Sanepar, é a maior estação de tratamento aeróbia do Estado e fica ao lado da CSBioenergia, a maior usina geradora de energia a partir de resíduos do saneamento da América Latina.

O Seminário sobre ETES sustentáveis busca apresentar uma visão ampliada sobre o tema, com discussões técnico-cientícas, contribuindo para a promoção de mudanças nos serviços de esgotamento sanitário. O evento é promovido pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto (INCT – ETEs Sustentáveis), Isae Escola de Negócios, Sanepar e Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes-PR).

Os principais resultados do evento e trabalhos técnicos serão compilados em anais, com a produção de um  relatório com resumos das discussões nos painéis.

Pesquisa

O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto produz conhecimento em linhas de pesquisa sobre gerenciamento de coleta e transporte de esgoto doméstico, controle de emissões gasosas e aproveitamento energético do biogás em ETEs, valorização dos subprodutos sólidos do tratamento de esgoto (lodo e escuma), remoção de microcontaminantes, remoção e recuperação de nutrientes e produção de água para reúso, gestão do saneamento, aspectos legais e institucionais e capacitação, formação de recursos humanos e transferência de conhecimento para setor empresarial, governo e sociedade.

O projeto desenvolvido em rede é conduzido pela Universidade Federal de Minas Gerais, Isae Escola de Negócios, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Ceará, Universidade Federal de Pernambuco, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul e Universidade de São Paulo.

Fonte: O Diário.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *