NOTÍCIAS

Prazo para concluir rede de esgoto do Grande Recife é ampliado em 12 anos

 A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) apresentou, nesta segunda (19), a repactuação do contrato com uma empresa particular sobre uma parceria público-privada para o saneamento do Grande Recife.

falta-de-saneamento

Prazo do projeto de saneamento do Grande Recife aumentou de 2025 para 2037 (Foto: Reprodução/TV Globo

Entre as mudanças, estão os novos valores de investimento e a ampliação do prazo para concluir a rede de esgoto em 12 anos: de 2025 para 2037. Em 2013, o valor do contrato era de R$ 4 bilhões, que seriam investidos ao longo de 35 anos. Desse total, R$ 1 bilhão seria investido pela Compesa e os outros R$ 3 bilhões seriam de responsabilidade da empresa parceira. A partir da revisão, o contrato passou para R$ 6,7 bilhões.

Desse total, R$ 870 milhões são de responsabilidade da Compesa, enquanto os outros R$ 5,83 bilhões do montante são um investimento da BRK Ambiental, empresa que substitui a Odebrecht Ambiental, presente no contrato inicial. Com a mudança, a empresa passa a ser responsável pelo sistema de cobrança de dívidas e por mais obras. De acordo com o presidente da Compesa, Roberto Tavares, a mudança não influencia a relação do órgão com o consumidor.

“A conta continua sendo da Compesa e a tarifa vai ser a mesma cobrada no interior do estado. O que muda é internamente, ou seja, se dá ao parceiro privado mais responsabilidade pelo investimento. Em contrapartida, se alonga o cronograma de investimentos, em sintonia com o que acontece no Brasil”, explica.

Cronograma

Segundo a Compesa, a previsão é iniciar, até 2023, obras no Recife e nas cidades de Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Paulista, Olinda, Goiana, Camaragibe, São Lourenço da Mata e Ipojuca. “Algumas das obras previstas para iniciar no segundo semestre deste ano prevê implantar a primeira etapa dos Sistemas de Esgotamento Sanitário (SES) dos municípios do Cabo de Santo Agostinho (área central) e Goiana (Centro e Ponta de Pedras)”, informa o órgão em nota.

Na capital pernambucana, estão em andamento as obras de ampliação da ETE Cabanga e haverá a retomada das obras na Imbiribeira e em Boa Viagem, na Zona Sul da cidade, além de serem iniciadas obras em Jardim São Paulo, que vão contemplar bairros da Zona Oeste do Recife, de acordo com a Compesa.

“De 2024 a 2029, começarão a ser feitas as obras nos municípios de Araçoiaba, Igarassu e Ilha de Itamaracá. Por fim, o cronograma prevê entre os anos de 2030 e 2035, executar obras de ampliação do esgotamento sanitário nas cidade de Moreno e Abreu e Lima, municípios estes que já contam com cobertura parcial de serviços de esgoto, e ainda de Itapissuma (implantação do sistema)”, finaliza a nota.

Fonte: G1