NOTÍCIAS

Energia renovável será responsável pela geração de 2 milhões de novos empregos na região Nordeste

Energia Renovável no Nordeste

Documento de 24 páginas traz recomendações para entes públicos e o setor privado a fim de promover o desenvolvimento da energia renovável no Nordeste e gerar milhões de empregos.

Energia Renovável no Nordeste - Paineis Solares e Moinhos de energia eólica

A região Nordeste é tida como um dos grandes líderes, no quesito produção de energia renovável, é o “pote de ouro” para investidores do setor privado nos próximos anos. Visando inúmeras oportunidades que se abrem no Nordeste, nesta terça-feira (26) entidades civis brasileiras divulgaram um projeto baseado no setor de energia renovável, empregos e água, intitulado de O Plano Nordeste Potência – Mais empregos, mais Água, mais energia para o Brasil.

O projeto conta com recomendações tanto para entidades públicas como do setor privado, para promover o desenvolvimento verde, com base em energia renovável, de fontes como água, vento e sol, além do respeito com às comunidades. Que estão divididas nas categorias: capacitação de mão de obra; geração distribuída; gestão pública direta; participação social; e revitalização da bacia do rio São Francisco. A previsão é de que cerca de 2 milhões de empregos sejam gerados nos próximos anos.

Entenda os detalhes por trás do novo projeto no Nordeste

No decorrer dos próximos meses, o projeto será apresentado aos candidatos da Região Nordeste, que podem usufruir das ideias para assim decidir os caminhos de revitalização econômica na região pós-pandemia.


LEIA TAMBÉM: ENERGIA RENOVÁVEL: SETOR CONTA COM MINI TURBINAS EÓLICAS EM TELHADOS


 

O Plano Nordeste Potência é o resultado de uma união entre as organizações civis: Fundo Casa Socioambiental, Grupo Ambientalista da Bahia, Centro Brasil do Clima e Instituto ClimaInfo, com apoio do Instituto Clima e Sociedade.

Para o diretor do Instituto ClimaInfo, Delcio Rodrigues, o plano Nordeste Potência conta com várias linhas de ação. O principal objetivo é trazer os benefícios desses investimentos para a população do Nordeste.

Mais empregos e energia renovável

No Nordeste, só em energia renovável foram cedidos cerca de 66 MW de potência, o equivalente a quase cinco vezes a potência da usina hidrelétrica de Itaipu.

Se somados e implantados ao crescimento do setor para a geração distribuída, podem ser gerados mais de 2 milhões de empregos, como já dito.

“O Nordeste está hoje passando por grandes mudanças. Ao mesmo tempo que as energias renováveis crescem, é preciso garantir que essa expansão seja feita de maneira ordenada, com menos impacto e com bases sólidas para que um mercado de trabalho com empregos bons e qualificados se forme”, afirma Aurélio Souza, do Instituto Climainfo.

Segundo uma pesquisa, a pedido do Plano Nordeste Potência, feita pelo IPEC no primeiro semestre, cerca de 64% da população brasileira tem a mesma opinião que a indústria verde, de que esse é o melhor modelo para o futuro da economia brasileira.

Com cerca de 73% dos brasileiros – e 74% da população da região Nordeste – o governo federal e os governos estaduais deveriam considerar a alta prioridade do desenvolvimento de uma indústria verde no país.

Dos brasileiros que escolheriam trabalhar em empresas com base no combustível fóssil, somente 12% foi apontado na pesquisa.

“A sustentabilidade é um tema que veio para ficar, e nessas eleições vai pautar muitos debates, especialmente quando o eleitor olha as oportunidades que podem surgir”, ressaltou Souza

O mercado de energia renovável no Nordeste é o mais rentável

O setor de energia renovável no Nordeste é muito promissor, uma previsão feita pela Empresa de Pesquisa Energética e o Ministério de Minas e Energia aponta que cerca de R$ 50 bilhões em linhas de transmissão de escoamento de energia renovável serão instaladas do Nordeste para o restante do país nos próximos anos, o que irá destravar milhares de novas oportunidades de emprego.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: BARRAGENS EM ESTADO CRÍTICO – RELATÓRIO APONTA 187 BARRAGENS NO PAÍS, SENDO 66 EM MG

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: TRADECORP – NOS PRÓXIMOS 15 ANOS, 85 % DOS PRODUTOS UTILIZADOS NO CAMPO DEVEM SER BIOLÓGICOS