NOTÍCIAS

Dióxido de Cloro trará melhorias ao tratamento de água

Equipamento será instalado na captação no Rio Tietê
Semae deve iniciar processo de instalação em janeiro

528

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) de Mogi das Cruzes deve iniciar em janeiro o processo de instalação de sistema de dióxido de cloro na estação de captação de água do Rio Tietê, no Cocuera. O equipamento trará uma evolução na qualidade da água distribuída à população e integra o projeto de modernização do tratamento. Com o novo sistema, a autarquia estará preparada para evitar que eventuais aumentos na concentração de manganês no rio interfiram na coloração da água. O investimento é de R$ 2,3 milhões.

Relatório técnico do Centro de Controle Operacional (CCO) do Semae aponta que estudos de tratabilidade, feitos durante a elaboração de projeto de reforma da Estação de Tratamento de Água (ETA) Centro, mostraram que o dióxido de cloro é o oxidante ideal para as características da água bruta captada no Tietê, na Estação Pedra de Afiar.

“O dióxido de cloro é mais eficiente na remoção de materiais. Aplicado na captação, ele já começará a agir na água bruta durante o bombeamento para a estação de tratamento. Ela chegará com melhor qualidade para prosseguirmos no processo. Funciona como um pré-tratamento”, explica a diretora do Departamento de Operações do Sistema de Água da autarquia, Milena Forte.

A previsão é de que todo processo de instalação do sistema de dióxido de cloro seja executado em sete meses, desde a fase de projeto executivo até a construção da estrutura de alvenaria e montagem de tanques, tubulações e demais equipamentos hidráulicos.

Redes de esgoto
O Semae concluiu a licitação para extensão de rede de esgoto na Vila São Sebastião. O investimento será de R$ 386 mil e a previsão é de que as obras comecem em janeiro de 2017. Serão implantados 576 metros de redes nas Ruas José Oswaldo Jardim de Azevedo e Virgilio Padovani, e interligação ao coletor-tronco do Córrego do Gregório, para encaminhamento à Estação de Tratamento da Sabesp, em Suzano.

As tubulações atenderão 82 residências (300 pessoas, em média). O prazo de execução da obra é de três meses, contados a partir da assinatura do contrato com a vencedora e emissão da ordem de serviço.

Fonte: G1