NOTÍCIAS

Bolívia decreta emergência nacional por escassez de água

A seca na Bolívia, a pior no país em 25 anos, afeta o abastecimento de água em sete das 10 principais cidades do país, entre elas La Paz.

Morales disse hoje que os governos nacional e locais estavam autorizados a usar os recursos públicos para atacar o problema.

Aprovamos um decreto no gabinete de ministros para declarar situação de emergência nacional, devido à presença de seca e de déficit hídrico em diferentes regiões do país, afirmou o presidente boliviano, Evo Morales, após a reunião na sede do governo.

De acordo com a empresa estatal de água Epsas, o racionamento de água será ampliado na capital boliviana e o tempo de distribuição será reduzido para três horas a cada três dias. O governo decretou o estado de emergência por escassez de água.

Evo também recomendou que a população mesma “racione” água para prevenir situações ainda mais críticas e pediu compreensão mesmo quando o recurso venha a faltar por alguns dias. Os manifestantes se concentraram diante da Embaixada da China, devido à informação que tem sido compartilhada em redes sociais no país de que uma mineradora chinesa estaria atuando na montanha Illimani, nos arredores de La Paz, e utilizando a água que deveria
abastecer a população.

Na semana passada, moradores de El Alto, perto de La Paz, fizeram funcionários da companhia local de fornecimento de água reféns para cobrar explicações do governo sobre seus planos de enfrentar a escassez.

Fonte: Clica Piaui