NOTÍCIAS

“Meu tratamento aeróbio perdeu a eficiência e meus parâmetros estão todos desregulados! E agora?” Engenharia Responde

Biosis – Tratamento Aeróbio

Realizamos uma entrevista com o Marcos Morais, Analista de Processos da BIOSIS Saneamento Ambiental, que explicou em detalhes os motivos que ocasionam a perda de eficiência do tratamento biológico.

Microrganismos no Sistema de Aeração

A quantidade de oxigênio em um reator biológico é função da DBO. O objetivo do Sistema de Aeração por Ar Difuso é fornecer oxigênio para o reator biológico que permitirá através da oxidação do carbono orgânico, energia para síntese bacteriana, respiração endógena das células e, em alguns casos, também a nitrificação.

Biosis
Divulgação BIOSIS: Antes e Depois da Revitalização

E por que perde a eficiência com o tempo?

É comum que um sistema de aeração, ao longo do tempo, tenha um déficit no desempenho operacional. Mesmo que no cálculo de processo para determinação da demanda real de ar se utilize o fator de segurança para compensar incrustações interna e externa na membrana do difusor, qualquer desequilíbrio no controle operacional que afete, principalmente o fator beta, que assegura a relação entre a concentração de saturação do licor e a água limpa, torna o sistema suscetível a reduções em termos de eficiência.

O depósito biológico e de precipitados inorgânicos na membrana ocasiona colmatação dos microfuros. Deste modo, a ocorrência de aspecto hidráulico heterogêneo em termos de distribuição de ar na superfície da membrana propicia aumento do diâmetro das bolhas de ar.

É sabido que o oxigênio é um dos gases pouco solúveis presentes na natureza e, quanto maior o diâmetro das bolhas de ar para distribuição de um dado volume, menor seu tempo e interface de contato no meio líquido. Inversamente, quanto menor o diâmetro das bolhas para distribuição deste volume, maior a área superficial.

Diâmetros de bolhas de ar com maiores graus de aproveitamento na transferência de oxigênio, encontram-se na faixa entre 1 e 2,5mm. Uma bolha com diâmetro de 3,0mm, possui um volume aproximado de 16cm³, em comparação a uma bolha de diâmetro de 0,80mm, cujo volume é de aproximadamente 0,25cm³. Entretanto, se fracionarmos o volume de 16cm³ em 64 bolhas de 0,80mm, obteremos um aumento na área superficial total, veja a seguir:

Eficiência de Transferência

No gráfico acima, notamos um mesmo volume com uma área superficial quatro vezes maior, no caso em que as bolhas possuem menor coalescência. Isto indica que ao manter uma manutenção preventiva no sistema de aeração apenas através de limpeza e descolmatação das membranas, a eficiência de transferência de oxigênio aumentará apenas através da recuperação da capacidade de difusão homogênea por aumento da interface de contato entre o ar e o meio líquido.

Biosis Tratamento Aeróbio
Divulgação BIOSIS: Difusor operando em plena capacidade

Problemas operacionais e ambientais

Uma manutenção do oxigênio dissolvido no reator, dentro das faixas estabelecidas em projeto, é essencial para manter uma atividade biológica adequada e abatimento das cargas carbonáceas e nitrogenadas afluentes. Alguns problemas relacionados a baixa no OD residual são: ocorrência de condições anaeróbias, presença de organismos filamentosos, desnitrificação no decantador secundário, presença de odores sépticos, aumento do SST e DBO no lançamento e consequentemente diminuição da eficiência de tratamento.

Outro aspecto importante a ser considerado é o de garantir o equilíbrio ambiental no corpo hídrico receptor no ponto de lançamento. Normalmente, um estudo adequado de autodepuração, conta com uma faixa mínima de OD a ser mantida no ponto de lançamento após o déficit na diluição em relação à sua classe de enquadramento, além de outros parâmetros importantes.

bIOSIS
Divulgação BIOSIS: Alto nível de colmatação das membranas

Risco de Multa

Ainda de acordo com Marcos Morais “Se o oxigênio dissolvido não for suficiente para manter condições microbiológicas adequadas, a matéria orgânica poderá ser carreada, vertendo para o decantador secundário ou curso d’água sem o tratamento adequado.

Uma vez que o efluente se encontra fora dos parâmetros de enquadramento, órgãos ambientais podem proceder com a emissão de uma notificação para sua Indústria ou Estação de Tratamento.”

Biosis
Divulgação BIOSIS: Membranas deterioradas

 

Revitalização de Sistema de Aeração

A BIOSIS é referência nacional no serviço de Revitalização de Sistema de Aeração por Ar Difuso, sendo o grande diferencial desse serviço a implantação de novas soluções tecnológicas que visam o excelente funcionamento do sistema de tratamento, gerando economias para administração e prolongamento da vida útil do sistema. Além disso, a empresa realiza a venda direta de todos os principais componentes para a manutenção do equipamento como difusores, membranas, colares, abraçadeiras, niples, mangueiras e muito mais.

Segundo Marcos Morais: “A manutenção preventiva é muito importante para que você possa reestabelecer a capacidade de oxigenação e manter a qualidade do seu tratamento, seja com a revitalização completa oferecida pelos profissionais da BIOSIS ou pela troca de peças danificadas com a própria equipe.”

Divulgação BIOSIS: Colmatação nas membranas e manilfold

 

Fonte: Biosis


ÚLTIMAS NOTÍCIAS: ÁGUAS SUBTERRÂNEAS: INVISÍVEL, INDIVISÍVEL E INDISPENSÁVEL, SERÁ O TEMA DO CONGRESSO DA ABAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: CONFERÊNCIA DOS OCEANOS DA ONU TERMINA COM 700 COMPROMISSOS