BIBLIOTECA

Estimativa da redução da eficiência da medição de hidrômetros a partir de inventário de volume micromedido e de número de ligações

Resumo

Conhecer-se a redução da eficiência da medição dos hidrômetros é de extrema importância para o aperfeiçoamento dos critérios para diagnóstico de perdas aparentes, bem como seu controle e sua redução. Este tipo de ação deve ser entendido como rotina operacional. A partir destas informações, é possível se prever substituição preventiva dos hidrômetros que seja sustentável sob a ótica técnica e econômica. Neste trabalho, a partir de um inventário do parque de hidrômetros, com informações do volume micromedido e o número ligações, observou-se que a adoção de uma taxa de redução da eficiência entre 0,5 e 1,1 % ao ano pode ser satisfatória.

Introdução

As Empresas de Saneamento, em sua rotina operacional, necessitam de recursos e de ferramentas para redução de perdas aparentes, pela sua relação intrínseca com a perda de faturamento. A perda aparente é causada por fraudes, falhas de procedimento na medição e pela submedição nos hidrômetros.

A submedição nos hidrômetros é provocada, entre outros fatores, pelo seu dimensionamento de acordo com o perfil de consumo do cliente usuário, pela sua posição de instalação e pelo seu desgaste das partes móveis, sendo que, neste último, é evidente onde o princípio de funcionamento é o velocimétrico.

Neste sentido, alguns estudos demonstram que há redução da eficiência da medição dos hidrômetros em função do seu tempo de instalação. Nielsen et al. (2003) apresentam um estudo com as curvas de rendimento de hidrômetros classe A, B e C, conforme a Figura 01, baseado em levantamentos de campo e de laboratório, para ligações com consumo médio mensal entre 0 e 30 m³/lig.mês, em função do tempo de instalação.

artigo

De acordo com o estudo, a redução da eficiência dos hidrômetros não apresenta uma função linear e sim próximo a uma parábola. O conhecimento da taxa de redução da eficiência da medição, em função do tempo de instalação, é um instrumento para se estimar a submedição total do parque de hidrômetros das Empresas de Saneamento, além de um recurso para o aperfeiçoamento de critérios na substituição preventiva. Estas ações são importantes rotinas operacionais para diagnóstico de perdas aparentes, bem como seu controle e sua redução.

Autores: Romulo Ruiz Gasparini e Júlio Kazuhiro Tino.