BIBLIOTECA

Produção biológica de hidrogênio a partir de lodos de diferentes sistemas de tratamento de esgotos

Resumo: Os processos biológicos fermentativos de geração de hidrogênio podem ser uma alternativa promissora para o reaproveitamento de resíduos orgânicos como o lodo de esgoto, para a geração de energia. O objetivo desse trabalho foi avaliar o potencial de produção de H2 de consórcios bacterianos anaeróbios, advindos de lodos obtidos em diferentes sistemas de tratamento de efluentes sanitários. Amostras de lodo granular anaeróbio (UASB), lodo ativado biodigerido, assim como de lodo anaeróbio de lagoa de sedimentação foram submetidas a etapas prévias de tratamento térmico (100°C/15 min), reativação e enriquecimento celular. Três ensaios em duplicatas com reatores anaeróbios operados em batelada foram montados para cada inóculo, com substrato sintético contendo 2,0 g L-1 de sacarose, pH 5,5 a 37 °C. O inóculo granular apresentou maior rendimento na geração de hidrogênio (2.0 mol H2 mol-1 sacarose), resultado confirmado pela maior produção associada de ácido acético e butírico, assim como pela predominância de bactérias anaeróbias totais neste resíduo. As condições empregadas se mostraram eficientes, favorecendo as rotas de maior produção de H2 a partir de substratos com concentrações reduzidas de sacarose, o que pode representar uma possibilidade de reaproveitamento de efluentes agroindustriais, com concentrações de açúcares próximas às testadas.

Autores: Lilian Danielle de Moura Torquato; Renan Pachiega; Caroline Varella Rodrigues; Marisa Spirandeli Crespi e Sandra I. Maintinguer.

Leia o estudo completo: Produção biológica de hidrogênio a partir de lodos de diferentes sistemas de tratamento de esgotos