BIBLIOTECA

Influência da carga orgânica volumétrica na recuperação de metano em um reator CSTR tratando dejeto suíno

Resumo: Dentre as inúmeras possibilidades para reduzir os impactos ambientais da suinocultura, a digestão anaeróbia é comumente considerada uma etapa fundamental para remoção de matéria orgânica, tendo como produto o biogás. A crescente demanda de energia faz-se considerar a opção de utilização de biodigestores de alta tecnologia aplicada, por exemplo, reatores CSTR (do inglês Continuos Stirred Tank Reactor). Este estudo avaliou a influência da carga orgânica volumétrica (COV) na recuperação de metano em reator CSTR operado com dejeto suíno. Utilizou-se um reator CSTR com volume de trabalho de 12L operado a 37ºC, acoplado a um medidor de volume de biogás (Ritter-Milligascounter). Avaliou-se o potencial metanogênico específico do dejeto suíno utilizando-se o equipamento AMPTS-II, seguindo norma internacional VDI 4630. A progressão de COV foi realizada diminuindo-se o TRH de 35 a 20 dias, divido em 5 etapas. Na etapa 1 (TRH 35d; COV 0,621 KgSV.m-3d-1) recuperou-se 0,133Nm3ch4.KgSVadic.d-1, equivalendo a 54,70% do potencial metanogênico específico, sendo a menor eficiência alcançada. Na etapa 4 (TRH 20d; COV 1,064 KgSV.m-3d-1) recuperou-se 0,183Nm3ch4.kgSVadic.d-1, equivalente a 90,52% do potencial metanogênico específico, sendo o melhor resultado atingido. O incremento na carga orgânica volumétrica colaborou para aumentar a produção de metano e a diminuição do TRH até 20d não diminui a eficiência de produção de metano do reator.

Autores:  André Cestonaro Do Amaral; Airton Kunz; Deisi Cristina Tápparo; Tais Carla Gaspareto e Ricardo Luis Radis Steinmetz.

Leia o estudo completo: Influência da carga orgânica volumétrica na recuperação de metano em um reator cstr tratando dejeto suíno