BIBLIOTECA

Efeito do biochar de lodo de esgoto no crescimento inicial de mudas de Erythrina velutina willd

Resumo: A produção de mudas de qualidade depende de vários fatores, dentre eles o substrato se destaca, por ter um papel de fornecer às mudas as condições químicas, físicas e biológicas, adequadas para um crescimento saudável, oferecendo as condições de transformar seu potencial genético em produtividade. A cadeia de produção de mudas florestais nativas, na tentativa de reduzir o custo final na produção de mudas, tem procurado através da utilização de diferentes resíduos no substrato, buscar por composições que permitam manter a qualidade das mudas. Assim, o presente estudo objetivou avaliar a influência do lodo de esgoto e do biochar de lodo de esgoto no desenvolvimento inicial de mudas de Erythrina velutina Willd. A pesquisa foi conduzida no viveiro florestal da Fazenda Água Limpa (FAL) da Universidade de Brasília – UnB, no período de janeiro a maio de 2015. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado no esquema fatorial diferenciado com três resíduos (lodo de esgoto e biochar de lodo de esgoto produzidos na temperatura de 300ºC e biochar de lodo de esgoto produzidos na temperatura de 500ºC) e cinco incorporações (doses de 10%, 20%, 30% 40% a 50% de cada resíduo) com adicional de um tratamento testemunha (100% de subsolo), com 10 repetições, sendo cada repetição constituída de três plantas, totalizando 480 mudas. Foram avaliadas as propriedades químicas do substratos e das folhas das mudas de E. velutina coletados 100 dias após o a semeadura. Foi avaliado o desenvolvimento inicial das mudas por meio das variáveis morfológicas, de índices de qualidades, da taxa de micorrização e da fixação biológica de nitrogênio. Os teores de nutrientes presentes nos substratos foram crescentes com o aumento das proporções dos resíduos incorporados, com apenas algumas exceções. Quanto à concentração dos nutrientes das folhas, as diferentes proporções dos resíduos não provocaram diferenças significativas nestes teores. Já quando se trata do desenvolvimento inicial das mudas, no geral os melhores resultados para as características morfológicas e para os índices de qualidade de mudas estudados foram obtidos com incorporação de biochar aos substratos, se destacando o biochar 300ºC na dose de 40%. De acordo com os resultados obtidos, o biochar de lodo de esgoto produzido a 300ºC de pirólise pode ser considerado promissor para o uso como substrato de produção de mudas.

Autor: Danilo Dias de Araujo.

Leia o estudo completo: Efeito do biochar de lodo de esgoto no crescimento inicial de mudas de Erythrina velutina willd