BIBLIOTECA

Caracterização dos resíduos recicláveis gerados nas escolas de engenharia da Universidade Federal de Goiás

Resumo

Para que as Universidades sejam exemplo para a sociedade e, especialmente, para seu corpo discente, é preciso que suas práticas sejam condizentes com a teoria ensinada. A Universidade Federal de Goiás elaborou em 2013 seu Plano de Logística Sustentável e, neste plano, assume o compromisso de gerenciar seus impactos sobre o meio ambiente. Dentre as ações previstas destaca-se o programa denominado Coleta Seletiva Solidária. Visando contribuir com o programa em questão, este trabalho teve por objetivo caracterizar os resíduos recicláveis acondicionados nas lixeiras seletivas existentes nas Escolas de Engenharia da UFG. Assim, para esses resíduos, gerados no período de uma semana típica na escola, foram determinados o peso, o volume e a composição gravimétrica. Segundo os resultados, no período em questão, foram dispostos nessas lixeiras 51,2 kg de resíduos. Desconsiderando os resíduos orgânicos presentes nas lixeiras, obteve-se um peso específico de 53 kg/m3 para os recicláveis. Observou-se que os usuários não obedecem a indicação constante nas lixeiras no momento do descarte e que os funcionários da limpeza não sabem como proceder após o recolhimento desses resíduos. Conclui-se que, para modificar esses comportamentos e assumir seus compromissos, é preciso que a Universidade invista em programas de educação ambiental.

Introdução

O Plano de Logística Sustentável da Universidade Federal de Goiás (PLS/UFG) é uma ferramenta de planejamento que possui objetivos, ações, metas, prazos de execução e mecanismos de monitoramento e avaliação definidos, o que permite o estabelecimento de práticas de sustentabilidade e racionalização de gastos e processos na administração pública (UFG, 2013). É através deste plano, estruturado com base em sete eixos principais, que a UFG assume o compromisso de gerenciar seus impactos sobre o meio ambiente.

Dentre as ações previstas no eixo denominado Gerenciamento de Resíduos destaca-se a Coleta Seletiva Solidária, fruto de um convênio firmado no ano de 2009 entre a prefeitura do município de Goiânia e a UFG. O objetivo deste programa é segregar todos os materiais recicláveis gerados na instituição para que a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) faça a coleta seletiva destes e os encaminhe para as cooperativas/associações de catadores conveniadas ao programa Goiânia Coleta seletiva, instituído pela prefeitura do município.

Nesse convênio compete à UFG efetuar a segregação dos resíduos em “orgânicos e outros” e “recicláveis”; armazenar o material em local seguro, protegido contra intempéries e ações de degradação, de forma que possam ser recolhidos pela coleta seletiva do município; e promover a educação ambiental e a divulgação de acordo com as diretrizes do Programa Goiânia Coleta seletiva.

Apesar da importância do programa, não se verifica, na prática, os procedimentos necessários para sua concretização. Esta constatação se torna mais preocupante quando ocorre em uma escola que oferece o curso de Engenharia Ambiental e Sanitária. Assim, para que a UFG forme profissionais conscientes e capazes de promover o desenvolvimento da sociedade, é preciso que ela assuma seu compromisso de gerenciar seus impactos sobre o meio ambiente.

Autores: Maicon Douglas Nascimento Santana; Andreia Alves do Nascimento; Thereza Cristyna Umbelino de Souza; Amanda Ferreira da Costa Camargo e Simone Costa Pfeiffer.