BIBLIOTECA

Balanço de massa e energia do sistema de ultrafiltração para tratamento de água

Resumo: As novas tecnologias criadas para o tratamento de água auxiliam no crescimento da qualidade do saneamento e revelam-se cada vez mais eficazes, tanto na questão energética como na quantidade de água tratada. A avaliação desses novos modos de tratamento permite identificar falhas, o melhor meio de corrigi-las e verificar a eficiência do sistema. Um dos processos utilizados é a membrana de ultrafiltração, a qual tem função de reter partículas de dimensões pequenas. Com isso, avaliou-se uma estação piloto para tratamento de água com membrana de ultrafiltração, a partir do balanço de massa e energia com o intuito de maior conhecimento sobre as alternativas de tratamento e, futuramente, subsidiar esse processo. Observou-se que, apesar do gasto energético ter um pico durante a ultrafiltração, é nove vezes menor do que o gasto em estações piloto de tratamento convencional de água da Sanepar e o balanço de massa revelam que, apesar das paradas e perdas de água tratada para a limpeza da membrana, a quantidade de água tratada ainda é muito alta, possibilitando abastecimento de 57 casas, caso essas gastem 10 m³ de água por mês, com 250 horas de operação. Sendo assim, a implantação de sistemas de membranas de ultrafiltração pode reduzir custos energéticos com maior volume de água tratada.

Autores: Ronald Gervasoni; Cristina Carvalho; Alexandre Moreno Lisboa e Karina Kriguel.

Leia o estudo completo: Balanço de massa e energia do sistema de ultrafiltração para tratamento de água