BIBLIOTECA

A Logística Reversa e a Política Nacional de Resíduos Sólidos: desafios para a realidade brasileira

O presente trabalho buscou apresentar a problemática vivida pelos grandes centros urbanos e pelo Brasil como um todo, quanto a enorme quantidade de resíduos gerados e a incorreta destinação dos mesmos. Apontando que houve um crescimento em atividades ligadas a reciclagem, mas que frente ao crescimento na geração dos resíduos, a participação efetiva destas iniciativas ainda é irrelevante. O artigo trouxe o papel e a evolução das práticas de logística reversa e em paralelo a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Legislação esta que define a logística reversa como sendo a forma pela qual a sociedade e as empresas irão conduzir a correta destinação dos resíduos sólidos, sendo relevante observar que a eficácia plena da legislação (PNRS) depende de uma cadeia de atores, planejamento técnico e recursos humanos e ambientais para a sua concretização. O estudo proposto trouxe descrições e análises baseadas em informações levantadas por meio de uma metodologia qualitativa estruturada em torno da técnica de leitura de fontes secundárias. O trabalho apontou uma evolução na utilização da logística reversa e consequentemente na adequação a lei 12.305 (PNRS), mas concluiu que tal crescimento não foi relevante perante a constante evolução do consumo e geração de resíduos pela população brasileira. Deixando espaço para que novos estudos sobre os assuntos logística reversa e PNRS sejam realizados e novas propostas possam surgir, dando sequencia ao atual estudo.

Leia o artigo completo: A Logística Reversa e a Política Nacional de Resíduos Sólidos desafios para a realidade brasileira