NOTÍCIAS

Primeira análise não aponta anormalidade em água da Deso

Laudo físico químico foi analisado pela Vigilância Sanitária 

A Vigilância Sanitária de Aracaju já recebeu os resultados análise físico-química da água distribuída na capital, e o laudo não apontou irregularidades. Os monitoramentos foram feitos pelo órgão municipal e também pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), responsável pelo abastecimento.

O monitoramento foi fruto de suspeitas por parte da população de que a água estaria contaminada e teria causado um surto de diarreia e vômitos. A legislação sanitária estabelece seis parâmetros para julgar a salubridade: coliformes totais, cloro residual, turbidez (nível de transparência e limpidez), cor, pH e a presença de bactérias.

Segundo Adryene Lopes, bióloga da Vigilância Sanitária, não foi constatada, no comparativo entre os dois laudos, a presença de agentes que pudessem causar o problema. “Comparamos com os parâmetros estabelecidos e analisamos se está tudo adequado. Com base nos relatórios, não podemos afirmar que há relação da água com os problemas. Está tudo dentro dos padrões”, explicou.

laudos_adryene_deso
Adryene Lopes falou sobre os parâmetros utilizados na análise da água

No entanto, ainda falta o laudo viral e de microbiologia. Além disso, foram realizadas coproculturas (exame de fezes) em pacientes com os sintomas do surto. A análise está sendo feita fora do Estado.

Alexsandro Bueno, técnico da VigiÁgua da Vigilância Sanitária, endossa que a água não pode ser responsabilizada pelos surtos e que as medidas preventivas foram tomadas. “De acordo com os relatórios, a água de Aracaju apresenta níveis suficientes de cloro para torna-la potável e eliminar agentes microbianos. Estamos realizando monitoramentos ou pesquisas, para identificar elementos que possam ter causado esses eventos”.

laudo_Alexsandro_deso
Alexsandro Bueno, técnico da VigiÁgua, diz monitoramentos estão sendo feitos

De acordo com o órgão, o relatório do mês de junho não foi entregue pela Companhia de Saneamento, e que ainda aguarda a chegada do documento.

Deso

A assessoria de Comunicação afirmou que o laudo microbiológico será entregue ainda nesta sexta, 28.

Por Victor Siqueira
Fonte: Infonet