NOTÍCIAS

ANA lança Atlas Águas – Segurança Hídrica para o Abastecimento Urbano

Lançado em 2011, o informativo atualiza o diagnóstico e o planejamento na oferta de água para abastecimento de todos os municípios do Brasil.

Congresso da ABES 2021: ANA lança Atlas Águas – Segurança Hídrica para o Abastecimento Urbano

ANA ATLAS AGUA

Na tarde desta segunda-feira, 18 de outubro, foi realizada, durante o Congresso da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES e a Fitabes 2021, a Sessão Especial da ANA – Agência Nacional de Água e Saneamento Básico, para o lançamento do Atlas Águas – Segurança Hídrica para o Abastecimento Urbano.

A Sessão Especial contou com a participação de Christianne Dias Ferreira, diretora-presidente da ANA; Oscar Cordeiro Netto, diretor da ANA; André Silveira, chefe de Gabinete da Secretaria de Saneamento do Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR) – representando o secretário Nacional de Saneamento do Ministério, Pedro Maranhão; e Sergio Ayrimoraes, especialista na Regulação de Recursos Hídricos e Saneamento Básico da ANA, que fez a apresentação institucional do Atlas no evento.

Também integraram o evento Alceu Guérios Bittencourt, presidente nacional da ABES; Percy Soares Neto, diretor executivo da Abcon; e Camila Roncato, superintendente de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Saneago, que também debateram sobre o Atlas.

O Atlas Águas resgata as informações do Atlas Brasil – Abastecimento Urbano de Água, lançado em 2011, e atualiza o diagnóstico e o planejamento na oferta de água para abastecimento de todos os municípios do Brasil. Este informativo assimila as lições aprendidas com as recentes crises hídricas e avança no estabelecimento de um novo índice de segurança hídrica urbana com foco no abastecimento urbano. A evolução do Atlas Água (acesse aqui) está alinhada com a promulgação da Lei 14.026/2020, que estabelece o novo Marco Legal do Saneamento.

LEIA TAMBÉM: ANA assina comunicado conjunto para reforçar o abastecimento do Sistema Cantareira

Christianne Dias Ferreira, diretora-presidente da ANA, elogiou o evento.

“O Congresso da Abes traz muitas oportunidades, especialmente agora que a ANA tem esta nova competência de fazer normas de referência para o saneamento básico. Temos oportunidade de fazermos reflexões com diferentes públicos, uma universalização e melhor prestação de serviços. E também uma oportunidade de lançar um produto que vai servir de referencial para esse nosso trabalho de regular o saneamento básico”, afirmou.

Oscar Cordeiro Netto, diretor da ANA, falou sobre a importância do Atas e a conexão dele com o evento.

“A ANA está aproveitando a realização deste evento bastante importante para o setor de saneamento para fazer o lançamento do atlas de abastecimento de água. A informação é riquíssima e permite uma melhor tomada de decisão”, frisou.

“Esse atlas de abastecimento da ANA é fundamental para gente conhecer a realidade dos serviços de abastecimento de água no país e estamos no local certo para isso, pois aqui no Congresso tem pessoas que trabalham no sistema, mas também a gente tem decisores de políticas públicas, quem planeja, formula e executa a política. Então, os dados que são apresentados neste Atlas são fundamentais para o nosso trabalho e para a engenharia sanitária do país”, ressaltou André Silveira, chefe de Gabinete da Secretaria de Saneamento do MDR.“O atlas Água tem o caminho de segurança hídrica de todas as cidades do Brasil, a partir de um diagnóstico que mostra o grau de abastecimento, desde o grau máximo até o grau mais baixo. E a partir desse diagnóstico é identificado o conjunto de investimentos de forma a garantir o abastecimento para todos. O Atlas Águas, para chegar no seu resultado final, tem uma informação detalhada de todo o sistema de abastecimento de água do país e é uma informação que está disponível para o acesso de todos na internet”, afirmou Sergio Ayrimoraes.

O anfitrião do evento, Alceu Bittencourt, falou sobre os desafios de realizar o evento durante a pandemia.

“Organizar o congresso foi um desafio muito grande, vivemos meses de muita incerteza devido à pandemia, o que nos levou a fazer o evento de maneira híbrida. Para nós, foi uma vitória ter conseguido organizar o evento este ano, foi uma vitória de todos que trabalharam e apoiaram o congresso, que está sendo muito produtivo. Estamos felizes depois de muita tensão”, disse.

Para assistir à Sessão Especial completa, clique aqui.

O 31º Congresso da ABES segue até esta quarta-feira, 20 de outubro, presencialmente no Expo Unimed, em Curitiba/PR, em plataforma digital.

FONTE: ABESSP