Notícias

Algumas impressões da maior feira do mundo para águas, efluentes e resíduos

Publicado em 10/06/2016 às 11:35:24

noticia-58-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

O correspondente André Vizioli esteve em Munique, Alemanha, visitando a principal feira de tecnologia do setor de saneamento, realizada entre os dias 30 de maio e 03 de junho. O evento comemorou sua 50° edição e, definitivamente, é a principal feira do setor reunindo empresas do mundo todo. Para aqueles que ainda não conhecem impressiona observar que aproximadamente 80 % dos usuários da linha de metrô nestes dias estão a caminho da feira. São mais de 3.000 expositores e, mesmo assim, a feira tem uma divisão muito funcional como apresentado abaixo:

• Tratamento de água e esgoto
• Válvulas e conexões
• Tecnologia de laboratório e controle
• Sistemas de bombeamento
• Reabilitação, inspeção e limpeza de sistemas de esgoto
• Aterros, tratamentos biológico e termal / geração de energia a partir de resíduos
• Transporte e coleta
• Tratamento de material de refugo / reciclagem e utilização dos materiais

Outro ponto que mostra a capacidade da feira é o open air site que apresenta na prática, em horários pré-determinados, várias soluções em operação para compreensão do público.

Aqui vamos concentrar os assuntos relativos a água e esgoto e, em único tópico denominado resíduos serão abordadas as tecnologias para resíduos sólidos.

Um grande número de expositores apresentando com abundância várias soluções para resolver dilemas do nosso cotidiano. Sem dúvida, nem todas as soluções são novidades aos nossos olhos, pois já há uma imersão de várias tecnologias no Brasil. Por outro lado, fica evidente a capacidade de implementações realizadas pelos expositores ao redor do mundo.

noticia-59-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

noticia-60-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

noticia-61-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

noticia-62-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

Água e Esgoto

É perceptível que a competitividade é basicamente definida por eficiência. Como no caso dos sistemas de aeração, assunto bem conhecido nos tratamentos de esgoto, são dezenas de aplicações com diferentes aspectos na busca do mínimo consumo de energia, controles inteligentes e facilidades na manutenção.

Outro ponto são as estruturas pré-fabricadas e compactas, assunto bem explorado pela feira e totalmente inserido no mercado europeu. São várias as opções compactas de estações de tratamento de água e esgoto com utilização de membranas, ainda pouco competitivo para nossa realidade.

Em alternativa, as soluções pré-fabricadas para estações elevatórias, ainda com pouca aplicação no Brasil, sinaliza uma realidade para o setor possibilitando intervenções rápidas e adaptáveis por meio de construção seca, ou seja, com a presença mínima possível de concreto. Em alguns casos as estações elevatórias não possuem tanque pulmão, o efluente é recalcado diretamente por um sistema de bombeamento e controle de vazão alternativa que, com uma adaptação, podem ser implantadas ao nosso cotidiano, ainda que nossa legislação coloque obstáculos para este tipo de solução.

noticia-63-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

noticia-64-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

No mercado de válvulas e conexões destacam-se as soluções adotadas para vazamento e junções em rede de água. Por meio de materiais de alta qualidade e tecnologias patenteadas sem flanges. Estas fitas ou clamps como são chamadas podem interromper vazamento em adutoras ou em redes secundárias com altas pressões, além de realizar junções de diferentes tipos de material de maneira muito pratica e ágil.

Já para reabilitação, inspeção e limpeza de sistemas de esgoto, os expositores mostram claramente a fusão entre saneamento e robótica. São dezenas de soluções diferentes para inspeção de tubulação por diversos tipos de robôs e câmeras.

Outro ponto muito explorado são as ponteiras utilizadas para manutenção e limpeza de tubulação através de jateamento em alta pressão. São centenas de modelos com distintas tecnologias em grande parte definidos pelo designer do equipamento.

noticia-65-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

noticia-66-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

Resíduos

Quanto aos resíduos sólidos, a feira deixa claro que o mercado é altamente profissional, visto o volume de tecnologia inserido nos equipamentos para o seu processamento. Aqui vemos uma brutal diferença em relação ao que vem sendo adotado no Brasil.

Tal fato deve-se ao volume de material reciclado e subsídios concedidos pelo governo europeu hoje consideravelmente maior. Dessa forma, os recursos necessários para sua completa segregação e reutilização já não consideram somente o trabalho manual e sim a inserção de tecnologias capazes de criar eficiência e reduzir custos com mão-de-obra.

Para a reciclagem são inúmeras as opções de segregação dos resíduos domésticos secos, tais como plásticos, papeis etc. Por meio de robôs com câmeras de alta definição e leituras em infravermelho os resíduos são segregados cada vez mais rápidos e com mais eficiência.

Neste mesmo sentido foram apresentadas soluções para separação de resíduos no setor de construção civil, com robôs maiores e capazes de realizar 2.000 pick up / hora.

noticia-67-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

Com um número enorme de soluções e opções os moinhos são consideravelmente um dos principais equipamentos nesta área. Para variados fins desde produção de cavaco para caldeiras, redução de volume para matérias recicláveis, bem como a reutilização de materiais na construção civil.

noticia-68-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

Notadamente os grandes players para tratamento térmico e geração de energia estão presentes na feira e impressiona o número de soluções já aplicadas ao redor do mundo. O que deixa claro que a discussão sobre a segurança dos sistemas já é encarada de forma natural. Agora, o desafio é a inserção paisagística e urbana destas estruturas nas cidades. Um dos exemplos apresentados é a solução adotada para Copenhagen, onde a cobertura do prédio da unidade foi projetada para receber uma pista de esqui.

noticia-70-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

Por fim, mas não menos importante, foi montada uma linha de reciclagem de veículos. Por volta de 60 minutos o veículo é completamente desmontado tendo suas partes removidas e separadas, posteriormente o automóvel é prensado chegando a um volume menor que 1m³.

noticia-71-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundo

Sumarizar um evento dessa proporção não é tarefa fácil, mas o que não deve ser esquecido é que, no verdadeiro estilo alemão, a feira é a celebração do setores que abrangem as questões ambientais com um ótimo clima para negócios e novidades. A presença de brasileiros é comum por aqui. Em alguns estandes foi possível encontrar representantes que estão aqui especialmente para atender o público do nosso mercado interno.

Fica claro que, com investimento e uma boa capacitação do mercado, o Brasil possivelmente absorverá boa parte destas tecnologias, que demostraram como seus principais indicadores a eficiência e a alta performance.

noticia-72-ifat-algumas-impressoes-da-maior-feira-do-mundoAndré Vizioli
Atualmente mora em Londres e cobre as principais feiras e eventos do setor de saneamento na Europa : vizioli.andre@gmail.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *