Notícias

Águas residuais desafiadoras tratadas com sucesso com o Reator ADI-BVF®

Publicado em 08/03/2015 às 13:50:26

LOCAL: CÁLI, COLÔMBIA, AMÉRICA DO SUL • SECTOR: INDÚSTRIA QUÍMICA E FARMACÊUTICA

O Cliente:
A Sucroal S.A. (anteriormente Sucromiles S.A.) é uma empresa de biotecnologia sediada em Cáli, Colômbia. A empresa, que faz parte da organização Ardila Lülle, opera duas divisões de fabricação de produtos: uma que produz ingredientes alimentares e outra que produz solventes e álcoois. Coletivamente, a Sucroal S.A. fornece matérias-primas para os setores de alimentos, bebidas, produtos farmacêuticos e solventes e orgulha-se de sua contínua inovação e sustentabilidade.

As Necessidades do Cliente:
As águas residuais geradas pelos produtos fabricados pela Sucroal são duras e podem ser difíceis de tratar. No entanto, esse tipo de água residual é ideal para o pré-tratamento anaeróbio. A Sucroal pesquisou algumas soluções e descobriu que a ADI Systems Inc. desenvolveu tecnologias específicas para águas residuais difíceis de tratar e que poderia inclusive ajudar a empresa a converter seus resíduos em energia renovável. A Sucroal estava curiosa para ver se a ADI Systems poderia tratar com fiabilidade suas águas residuais e cumprir os rigorosos limites de efluentes que estava enfrentando.

A Solução:
A ADI Systems queria que a Sucroal tivesse certeza de ter escolhido a solução de tratamento de águas residuais correta. Antes do projeto em grande escala, estudos foram feitos no local para testar duas tecnologias diferentes de secagem de lodo anaeróbio de fluxo ascendente (upflow anaerobic sludge bed – UASB): o UASB de alta taxa convencional e o reator ADI-BVF® de baixa taxa. Ambos funcionaram muito bem, removendo de maneira consistente cerca de 90 por cento da demanda bioquímica de oxigênio (BOD) das águas residuais em cargas acima de 2,5 kg COD/m3.d.

O reator patenteado BVF® foi escolhido no lugar do UASB convencional devido à sua simplicidade operacional, alto desempenho e custo. Essa decisão conduziu ao projeto e construção de um sistema em larga escala, composto por um reator BVF® de 37.000 m³
(9,8 MG).

Os Resultados:
Graças à tecnologia de tratamento da ADI Systems, a média de remoção de BOD das águas residuais da Sucroal é de mais de 95 por cento. A empresa não precisou abrir mão do desempenho pela simplicidade e agora é capaz de cumprir com segurança os estritos limites de descarga.

O cumprimento dos regulamentos ambientais era o principal objetivo da Sucroal. No entanto, como resultado da seleção do tratamento de águas residuais, a empresa também se beneficia de uma solução que transforma resíduos em energia. O biogás recuperado do reator BVF® é capturado e usado para esquentar uma caldeira de 590 kW (800 hp), ajudando a reduzir os custos de energia.

adi-noticia-6 adi-noticia-7

Fonta: ADI Systems


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *