BIBLIOTECA

A gestão da qualidade no fornecimento de energia elétrica minimizando os impactos no abastecimento de água da região metropolitana de São Paulo

Resumo

A qualidade e continuidade do fornecimento de energia elétrica são variáveis importantes ao abastecimento de água de sistemas complexos e integrados como o SIM-Sistema Integrado Metropolitano da RMSP- Região Metropolitana de São Paulo. Desde o processo de captação da água bruta nos mananciais da MA até a distribuição de água tratada aos consumidores finais a energia elétrica tem papel importante principalmente pela necessidade dos conjuntos moto bomba romper desvios geométricos para abastecer locais de maior altitude geométrica. A busca da redução das interrupções no fornecimento de energia elétrica é uma prática permanente na MA através da gestão desempenhada pelo GAI- Grupo de Análises de Interrupções que monitora o desempenho dos indicadores de continuidade e frequência das interrupções com uma metodologia quantitativa e qualitativa e fortalecimento do relacionamento fornecedor cliente (ENEL-SABESP). Neste trabalho apresentaremos a evolução dos indicadores de interrupção no fornecimento de energia elétrica no período 2011-2018 e as medidas que estão sendo implementadas para melhorar a gestão deste processo.

Introdução

A captação de água bruta, tratamento, adução e distribuição de água tratada são processos fortemente dependentes do fornecimento de energia elétrica. A necessidade do fluído romper desvios geométricos, perda de carga nas adutoras e a realização do tratamento de água, são tarefas interrompidas quando o fornecimento de energia elétrica apresenta anomalias.

O fornecimento de energia elétrica é uma variável exógena ao controle do processo de abastecimento de água. A qualidade do serviço é determinada pelo Poder Concedente através do Módulo 8 do PRODIST e cabe à distribuidora realizar a prestação de serviço dentro dos parâmetros estabelecidos na legislação.

Internamente a qualidade de fornecimento de energia elétrica pode ser comprometida pelo funcionamento inadequado dos equipamentos de proteção elétrica, transformadores e motores das estações elevatórias de água. Neste caso trata-se de uma variável interna de controle do processo de abastecimento de água que depende de ações de manutenção preditiva, preventiva e corretiva da SABESP.

A MA-Superintendência Metropolitana de Produção de Água está inserida em um ambiente que deixa exposta a diversos desafios estratégicos, sendo um deles: atuar com regularidade na adução da água potável a todos os clientes 24 horas por dia e 7 dias por semana (PNQS, 2018). Mesmo quando a qualidade do fornecimento de energia está dentro dos limites adequados, as anomalias podem interferir na continuidade do abastecimento de água.

GAI – Grupo de Análises de Interrupção foi criado em 2011, formado por funcionários da Sabesp e Eletropaulo com o objetivo de avaliaras interrupções de energia elétrica nas Unidades Consumidoras da SABESP que impactam no abastecimento de água e propor ações, em parceria, que venham minimizá-los. Trata-se de um grupo de trabalho permanente com ações imediatas, quando das ocorrências das anomalias e de ações periódicas, com reuniões gerenciais e apuração de indicadores de gestão das anomalias no fornecimento de energia elétrica.

Autores: José Celso Marins; e Silvana Corsaro Candido da Silva de Franco.