Quem acompanhou meus textos anteriores talvez tenha tido a impressão de pessimismo, de que estamos chegando tarde demais e de que vamos ao encontro do pior. Na verdade somos realistas.
Aconteceu no mês de fevereiro deste ano uma nova licitação para arrendar os direitos minerários, equipamentos e instalações das fontes de águas minerais de Caxambu, Cambuquira, Araxá e Lambari, no Circuito das Águas.
O mundo está mudando a ritmo veloz e a pressão sobre os recursos naturais, tais como os hídricos, está aumentando.
A água (ou óxido de hidrogênio, ou óxido de dihidrogênio, ou monóxido de dihidrogênio) é uma substância abundante na Terra. Cerca de 3/4 da superfície do planeta são recobertas por água.
Uma gestão adequada dos sistemas urbanos de abastecimento e esgotamento pode reduzir uma série de impactos negativos, além de trazer resultados positivos para o ambiente, a sociedade e a economia. O conceito de sustentabilidade procura incorporar estas preocupações. Para que ele possa ser efetivamente aplicado, é preciso uma mudança na percepção sobre os referidos sistemas, acompanhada pela adoção de instrumentos de monitoramento. No presente trabalho, procurou-se estabelecer princípios específicos de sustentabilidade que possam ser aplicáveis àqueles sistemas, bem como foram propostos indicadores a serem utilizados como instrumentos de monitoramento, permitindo assim, orientar políticas públicas para o setor.
Levantamento realizado há alguns anos pela Unesco, toda a água doce existente hoje na superfície da Terra eqüivale a aproximadamente 4.100 lagos de Sobradinho. Levando-se em consideração que esse volume inclui as águas imprestáveis para qualquer atividade humana e que a distribuição dessa água ocorre de maneira extremamente irregular, resta a nós, que dependemos desse recurso vital e já escasso, um grande problema a administrar.
A dimensão da qualidade de água: avaliação da relação entre indicadores sociais, de disponibilidade hídrica, de saneamento e de saúde pública
Desperdício – Especialistas ensinam a adptar condomínios à norma da prefeitura, que quer tornar obrigatório o consumo racional
A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) criou, na década de 1980/90, o Programa de Prevenção e Controle de Contaminação de águas Subterrâneas, propôs identificar os principais problemas de poluição dessas águas e preparar subsídios tecnológicos para avaliação e prevenção, a fim de proteger a saúde pública.
O sistema de abastecimento público de água em São José do Rio Preto é, na verdade, um multi-sistema, extremamente complexo.
Entrevista com David Foster Hales, Vice-Administrador Assistente do Centro Global do Meio Ambiente [Global Center for Environment] na Agência Norte-Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID) [U.S. Agency for International Development].
Entrevista com Sandra Postel, diretora do Global Water Policy Project [Projeto Mundial de Políticas Referentes à Água], um grupo privado de pesquisa, e membro sênior do Worldwatch Institute, uma organização de pesquisa que fornece informações a respeito de problemas globais emergentes.
O Arizona, localizado na parte sudoeste dos Estados Unidos, é um dos estados mais secos da nação, com um índice de precipitação pluviométrica de 18 centímetros por ano, em média.
A autora trabalha como analista de informações ambientais no Departamento de Estado dos Estados Unidos ela possui um título de mestrado em direito internacional e comparativo, da Faculdade de Direito da Universidade de Georgetown [Georgetown University Law Center].
Se a quantidade de água existente no mundo fosse comparada a um galão (3,8 litros), o total de água doce seria igual a 4 onças (118 mililitros) ou 3 por cento, e o total de água doce imediatamente acessível chegaria a 2 gotas. (Miller, G.T. 1998. Living in the Environment, 10th Edition. Wadsworth Publishers, Belmont, California)
O Conselho Mundial da Água (World Water Council – WWC) foi estabelecido em 1996, em resposta à crescente preocupação da comunidade internacional sobre questões relacionadas à água.
Estabelece os procedimentos e responsabilidades relativos ao Controle e Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano no Estado de São Paulo e dá outras providências
Pelo que se sabe, só o planeta Terra tem água em abundância. Estamos falando da água que abrange aproximadamente, 70% da superfície terrestre.
Um estudo de corte transversal avaliou a qualidade bacteriológica e físico-química da água subterrânea utilizada para consumo humano em duas áreas urbanas de Feira de Santana (BA). Selecionou-se uma amostra estratificada proporcional por área e número de unidades prediais nas áreas de estudo.
A quantidade e a qualidade da água continuam a ser um problema básico para três quartos da população na terra.

Categoria de Artigo: Abastecimento de Água

Quem acompanhou meus textos anteriores talvez tenha tido a impressão de pessimismo, de que estamos chegando tarde demais e de que vamos ao encontro do pior. Na verdade somos realistas.
Aconteceu no mês de fevereiro deste ano uma nova licitação para arrendar os direitos minerários, equipamentos e instalações das fontes de águas minerais de Caxambu, Cambuquira, Araxá e Lambari, no Circuito das Águas.
O mundo está mudando a ritmo veloz e a pressão sobre os recursos naturais, tais como os hídricos, está aumentando.
A água (ou óxido de hidrogênio, ou óxido de dihidrogênio, ou monóxido de dihidrogênio) é uma substância abundante na Terra. Cerca de 3/4 da superfície do planeta são recobertas por água.
Uma gestão adequada dos sistemas urbanos de abastecimento e esgotamento pode reduzir uma série de impactos negativos, além de trazer resultados positivos para o ambiente, a sociedade e a economia. O conceito de sustentabilidade procura incorporar estas preocupações. Para que ele possa ser efetivamente aplicado, é preciso uma mudança na percepção sobre os referidos sistemas, acompanhada pela adoção de instrumentos de monitoramento. No presente trabalho, procurou-se estabelecer princípios específicos de sustentabilidade que possam ser aplicáveis àqueles sistemas, bem como foram propostos indicadores a serem utilizados como instrumentos de monitoramento, permitindo assim, orientar políticas públicas para o setor.
Levantamento realizado há alguns anos pela Unesco, toda a água doce existente hoje na superfície da Terra eqüivale a aproximadamente 4.100 lagos de Sobradinho. Levando-se em consideração que esse volume inclui as águas imprestáveis para qualquer atividade humana e que a distribuição dessa água ocorre de maneira extremamente irregular, resta a nós, que dependemos desse recurso vital e já escasso, um grande problema a administrar.
A dimensão da qualidade de água: avaliação da relação entre indicadores sociais, de disponibilidade hídrica, de saneamento e de saúde pública
Desperdício – Especialistas ensinam a adptar condomínios à norma da prefeitura, que quer tornar obrigatório o consumo racional
A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) criou, na década de 1980/90, o Programa de Prevenção e Controle de Contaminação de águas Subterrâneas, propôs identificar os principais problemas de poluição dessas águas e preparar subsídios tecnológicos para avaliação e prevenção, a fim de proteger a saúde pública.
O sistema de abastecimento público de água em São José do Rio Preto é, na verdade, um multi-sistema, extremamente complexo.
Entrevista com David Foster Hales, Vice-Administrador Assistente do Centro Global do Meio Ambiente [Global Center for Environment] na Agência Norte-Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID) [U.S. Agency for International Development].
Entrevista com Sandra Postel, diretora do Global Water Policy Project [Projeto Mundial de Políticas Referentes à Água], um grupo privado de pesquisa, e membro sênior do Worldwatch Institute, uma organização de pesquisa que fornece informações a respeito de problemas globais emergentes.
O Arizona, localizado na parte sudoeste dos Estados Unidos, é um dos estados mais secos da nação, com um índice de precipitação pluviométrica de 18 centímetros por ano, em média.
A autora trabalha como analista de informações ambientais no Departamento de Estado dos Estados Unidos ela possui um título de mestrado em direito internacional e comparativo, da Faculdade de Direito da Universidade de Georgetown [Georgetown University Law Center].
Se a quantidade de água existente no mundo fosse comparada a um galão (3,8 litros), o total de água doce seria igual a 4 onças (118 mililitros) ou 3 por cento, e o total de água doce imediatamente acessível chegaria a 2 gotas. (Miller, G.T. 1998. Living in the Environment, 10th Edition. Wadsworth Publishers, Belmont, California)
O Conselho Mundial da Água (World Water Council – WWC) foi estabelecido em 1996, em resposta à crescente preocupação da comunidade internacional sobre questões relacionadas à água.
Estabelece os procedimentos e responsabilidades relativos ao Controle e Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano no Estado de São Paulo e dá outras providências
Pelo que se sabe, só o planeta Terra tem água em abundância. Estamos falando da água que abrange aproximadamente, 70% da superfície terrestre.
Um estudo de corte transversal avaliou a qualidade bacteriológica e físico-química da água subterrânea utilizada para consumo humano em duas áreas urbanas de Feira de Santana (BA). Selecionou-se uma amostra estratificada proporcional por área e número de unidades prediais nas áreas de estudo.
A quantidade e a qualidade da água continuam a ser um problema básico para três quartos da população na terra.

Cultivando água boa

Quem acompanhou meus textos anteriores talvez tenha tido a impressão de pessimismo, de que estamos chegando tarde demais e de que vamos ao encontro do pior. Na verdade somos realistas.

Leia Mais »

Água

A água (ou óxido de hidrogênio, ou óxido de dihidrogênio, ou monóxido de dihidrogênio) é uma substância abundante na Terra. Cerca de 3/4 da superfície do planeta são recobertas por água.

Leia Mais »

Indicadores para o monitoramento em sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário

Uma gestão adequada dos sistemas urbanos de abastecimento e esgotamento pode reduzir uma série de impactos negativos, além de trazer resultados positivos para o ambiente, a sociedade e a economia. O conceito de sustentabilidade procura incorporar estas preocupações. Para que ele possa ser efetivamente aplicado, é preciso uma mudança na percepção sobre os referidos sistemas, acompanhada pela adoção de instrumentos de monitoramento. No presente trabalho, procurou-se estabelecer princípios específicos de sustentabilidade que possam ser aplicáveis àqueles sistemas, bem como foram propostos indicadores a serem utilizados como instrumentos de monitoramento, permitindo assim, orientar políticas públicas para o setor.

Leia Mais »

Água: Problemas e sede de soluções

Levantamento realizado há alguns anos pela Unesco, toda a água doce existente hoje na superfície da Terra eqüivale a aproximadamente 4.100 lagos de Sobradinho. Levando-se em consideração que esse volume inclui as águas imprestáveis para qualquer atividade humana e que a distribuição dessa água ocorre de maneira extremamente irregular, resta a nós, que dependemos desse recurso vital e já escasso, um grande problema a administrar.

Leia Mais »

Água Subterrânea e Saúde Pública – (Manancial III)

A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) criou, na década de 1980/90, o Programa de Prevenção e Controle de Contaminação de águas Subterrâneas, propôs identificar os principais problemas de poluição dessas águas e preparar subsídios tecnológicos para avaliação e prevenção, a fim de proteger a saúde pública.

Leia Mais »

A escassez de água na bacia do Rio Jordão

A autora trabalha como analista de informações ambientais no Departamento de Estado dos Estados Unidos ela possui um título de mestrado em direito internacional e comparativo, da Faculdade de Direito da Universidade de Georgetown [Georgetown University Law Center].

Leia Mais »

Conhecimento sobre a água: uma fonte de informações

Se a quantidade de água existente no mundo fosse comparada a um galão (3,8 litros), o total de água doce seria igual a 4 onças (118 mililitros) ou 3 por cento, e o total de água doce imediatamente acessível chegaria a 2 gotas. (Miller, G.T. 1998. Living in the Environment, 10th Edition. Wadsworth Publishers, Belmont, California)

Leia Mais »

Água na boca

Pelo que se sabe, só o planeta Terra tem água em abundância. Estamos falando da água que abrange aproximadamente, 70% da superfície terrestre.

Leia Mais »